ECONOMIA

Bolsas da Europa sobem apoiadas por bancos, com cautela sobre Brexit

11 Mar 2019 - 17h04Por Gabriel Wainer

As bolsas europeias fecharam em alta nesta segunda-feira, 11, em pregão marcado pelo forte avanço nas ações do Commerzbank e do Deutsche Bank, com rumores de que os dois maiores bancos da Alemanha planejam uma fusão. Os investidores permanecem cautelosos, no entanto, esperando a votação do Brexit, marcada para esta terça-feira no Parlamento britânico e com novos indicadores mais fracos do que o esperado da economia chinesa.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 0,78%, em 373,47 pontos.

A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, se encontrará ainda nesta segunda com o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, para tentar renegociar ajustes no plano de saída do Reino Unido da União Europeia, o Brexit. Nesta terça, os legisladores britânicos votarão o acordo proposto pela primeira-ministra. O prazo para a saída do Reino Unido termina no próximo dia 29, e a votação desta terça será decisiva para determinar se a saída será com ou sem acordo.

Na China, dados mais fracos do que o esperado sobre empréstimos e suprimentos monetários, juntamente com o declínio das vendas de carros reforçaram as perspectivas de desaceleração econômica global. Neste mesmo contexto, a produção industrial alemã caiu em janeiro, com as exportações estáveis, sinalizando que a maior economia da Europa continua a tropeçar.

Em Frankfurt, o índice DAX teve alta de 0,75%, a 11.543,48 pontos. A alta foi motivada pelos rumores que dão conta de que o Deutsche Bank e seu principal concorrente, o Commerzbank, iniciaram conversas informais para investigar se uma fusão entre eles seria possível. Os papéis do Deutsche Bank subiram 3,74%, enquanto os do Commerzbank avançaram 5,84%.

Na bolsa de Londres, o índice FTSE-100 fechou em alta de 0,37%, a 7.130,62 pontos. As principais altas foram do Blue Prism Group, empresa inglesa de softwares que subiu 4,10%, e da Genus, que vende produtos fabricados com biotecnologia para pecuaristas e teve alta de 4,97%. O avanço das commodities também apoiou a praça local, em dia positivo para o petróleo. A petroleira BP subiu 0,24% e a mineradora Glencore, 1,75%.

Na bolsa de Paris, o índice CAC-40 registrou avanço de 0,66%, a 5.265,96 pontos. Apenas três companhias presentes no índice registraram perdas: a L'Oreal (-0,79%), o grupo SAFRAN (-1,67%) e a Perond Ricard (-023%). Colaboraram com o resultado principalmente os papéis do Societé Generale, que subiram 4,17%, e da Renault, em alta de 2,69%.

Em Milão, o índice FTSE-MIB subiu 0,75%, a 20.638,22 pontos, com apoio da metalúrgica Tenaris, que avançou 3,38%, e da Saipem, empresa de petróleo e gás que teve alta de 2,25%.

Na bolsa de Madri, o índice IBEX-35 avançou 0,47%, a 9.171,90 pontos, apoiado principalmente pelo setor bancário. O BBVA avançou 1,27%, o Banco De Sabadell teve alta de 1,98% e o Santander subiu 1,45%.

Em Lisboa, o índice PSI-20 teve alta de 0,05%, a 5.183,61 pontos.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Carnês do IPTU de Jaraguá podem ser impressos no site da prefeitura

Esta opção também está disponível no App Jaraguá na Mão
Carnês do IPTU de Jaraguá podem ser impressos no site da prefeitura
Economia

Petrobras anuncia nova alta nos preços da gasolina, diesel e gás

Reajuste será nas refinarias e entra em vigor amanhã
Petrobras anuncia nova alta nos preços da gasolina, diesel e gás
Economia

Prazo para entregar declaração do Imposto de Renda começa hoje

Receita espera receber 32,6 mi de declarações até 30 de abril
Prazo para entregar declaração do Imposto de Renda começa hoje

Mega-Sena sai para um apostador que ganha 49 milhões

Próximo sorteio será quarta-feira
Ver mais de Economia