Dia internacional das Mulheres
ECONOMIA

Bolsas da Europa: ganhos prevalecem no fechamento à espera de acordo EUA-China

04 Mar 2019 - 15h21Por Sergio Caldas

As bolsas europeias fecharam majoritariamente em alta nesta segunda-feira, 4, reagindo a sinais de que Estados Unidos e China estão cada vez mais próximos de superar suas desavenças comerciais. O índice pan-europeu Stoxx 600 subiu 0,22%, a 375,08 pontos.

No domingo, o Wall Street Journal publicou que EUA e China "estão no estágio final" de discussões para fechar um acordo comercial. Pequim teria oferecido reduzir tarifas sobre produtos americanos de categorias que vão de produtos químicos a automóveis. Washington, por sua vez, estaria considerando eliminar a maioria das punições tarifárias impostas a bens chineses no ano passado.

Reforçando a expectativa de um acordo sino-americano, o diretor do Conselho de Assuntos Econômicos da Casa Branca, Kevin Hassett, disse à Fox Business que os dois lados estão trabalhando para chegar a um entendimento "em algum momento em breve".

Em Londres, o índice FTSE-100 avançou 0,39%, encerrando o pregão a 7.134,39 pontos. O dia também foi de ganhos em Paris (alta de 0,41% do PCAC-40, a 5.286,57 pontos), em Milão (alta de 0,11% do FTSE-Mib, a 20.718,30 pontos) e em Lisboa (alta de 0,72% do PSI-20, a 5.276,13 pontos).

Os mercados da Alemanha e Espanha, no entanto, viraram no fim dos negócios, num momento em que as bolsas de Nova York foram às mínimas do dia após notícia de que o Comitê Judiciário da Câmara dos Representantes abriu uma nova investigação sobre obstrução de Justiça, corrupção e abuso de poder pelo presidente dos EUA, Donald Trump, suas empresas e pela Casa Branca.

O alemão DAX-30 caiu 0,08% em Frankfurt, a 11.592,66 pontos, enquanto o espanhol IBEX-35 recuou 0,09% em Madri, a 9.259,80 pontos.

A agenda de indicadores da Europa desta segunda-feira trouxe de mais relevante os últimos dados sobre inflação ao produtor da zona do euro, que superaram as expectativas em janeiro. No mês passado, a taxa anual foi de 3%, um pouco acima do acréscimo de 2,9% previsto por analistas. (Com informações da Dow Jones Newswires)

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Banco do Brasil oferece prova de vida do INSS por aplicativo

Ferramenta diminui comparecimento às agências
Banco do Brasil oferece prova de vida do INSS por aplicativo
Geral

Contribuinte pode destinar parte do IR para projetos sociais de Guaramirim

Todas as pessoas físicas podem fazer doações de recursos financeiros aos Fundos Municipais
Contribuinte pode destinar parte do IR para projetos sociais de Guaramirim
Economia

Aumento da gasolina também causa impacto no preço do etanol

Álcool acumula aumento de 21% desde janeiro
Aumento da gasolina também causa impacto no preço do etanol
Economia

Indústria brasileira cresce 0,4% de dezembro para janeiro

Setor teve expansão de 0,8% na média móvel trimestral
Indústria brasileira cresce 0,4% de dezembro para janeiro
Ver mais de Economia