Delivery Much
ECONOMIA

Autuações do fisco em 2018 caem 9,2% e somam R$ 186,935 bi, diz Receita

06 Mai 2019 - 13h19Por Lorenna Rodrigues

As autuações da Receita Federal somaram R$ 186,935 bilhões em 2018, de acordo com balanço divulgado nesta segunda-feira, 6. O montante é 9,2% inferior ao registrado em 2017, quando somou R$ 205,954 bilhões.

Houve queda de 34,4% no valor das cobranças de pessoas físicas, que alcançou R$ 7,603 bilhões. Também caiu 7,7% o total aplicado contra pessoas jurídicas, que chegou a R$ 179,332 bilhões.

A receita atribuiu a queda nas multas à redução no número de auditorias, que passou de 391 mil para 345 mil.

"A Receita vem tendo queda no número de auditores fiscais, que implica em redução de auditorias", afirmou o subsecretário de Fiscalização da Receita Federal, Iágaro Martins.

Além disso, houve paralisação de auditores fiscais em 2016, o que "empurrou" parte das fiscalizações para 2017, ampliando o número de processos.

Em relação aos setores, houve recuo de 36,3% nas multas aplicadas no comércio (R$ 13 bilhões) e 22,1% na indústria (R$ 84,2 bilhões). Já em empresas do setor de serviços, subiu 56,3% (R$ 33 bilhões), construção civil 97,4% (R$ 9,3 bilhões) e serviços financeiros 5,4% (R$ 16 bilhões).

Houve um valor recorde de lançamentos tributários no grupo de grandes contribuintes, com autuações que somaram R$ 27,52 bilhões. Esse grupo tem acompanhamento especial por parte da Receita.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Santa Catarina registra crescimento de 11,1%, o segundo maior do país

O Estado apresentou resultado positivo em quatro indicadores da indústria no acumulado de 2020
Santa Catarina registra crescimento de 11,1%, o segundo maior do país
Economia

Dólar fecha com pequena queda, vendido a R$ 5,31

Bolsa caiu 1,44% em dia de ajustes
Dólar fecha com pequena queda, vendido a R$ 5,31
Geral

Bolsonaro sanciona lei do programa Casa Verde e Amarela

Norma regulamenta novo programa habitacional do governo federal
Economia

Santa Catarina amplia em 35% as exportações de carne suína em 2020

Os números são divulgados pelo Ministério da Economia e analisados pelo Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa)
Santa Catarina amplia em 35% as exportações de carne suína em 2020
Ver mais de Economia