105 Ouça
ECONOMIA

Araújo: sair do grupo de favorecidos da OMC não significa deixar a organização

19 Mar 2019 - 16h13Por Fernanda Nunes

Ainda que o Brasil atenda à reivindicação do governo norte-americano para que deixe o grupo de favorecidos da Organização Mundial de Comércio (OMC), isso não significará que tenha aberto mão de estar presente na Organização, disse nesta terça-feira, 19, o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, que compõe a comitiva do governo nos Estados Unidos.

"Não seria perda da OMC. Seria o Brasil sentar à mesa que vai decidir a reforma da OMC. Seria a OMC de uma maneira mais realista", afirmou Araújo, em rápida entrevista em frente à Casa Branca.

A saída do Brasil do grupo de favorecidos da OMC é uma das condições impostas pelo governo americano para apoiar a entrada do Brasil na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Matérias Relacionadas

Economia

WEG anuncia investimentos de R$ 34 milhões em Betim, Minas Gerais

Com os investimentos, a empresa estará mais capacitada para fornecer diversos produtos
WEG anuncia investimentos de R$ 34 milhões em Betim, Minas Gerais
Economia

Pesquisa aponta redução de 404 mil trabalhadores no comércio em 2020

Comércio por atacado foi o único a ampliar número de funcionários
Pesquisa aponta redução de 404 mil trabalhadores no comércio em 2020
Economia

Conta de luz em SC terá aumento médio de 11,32%

Novas tarifas entram em vigor no dia 22
Conta de luz em SC terá aumento médio de 11,32%
Economia

Empresas podem ser obrigadas a divulgar valor de salário em anúncios de empregos

Medida depende de aprovação de projeto de lei
Empresas podem ser obrigadas a divulgar valor de salário em anúncios de empregos
Ver mais de Economia