dengue
Economia

ANEEL homologa reajuste de 7,97% nas tarifas de energia

03 Ago 2011 - 12h31

A Agência Nacional de Energia Elétrica homologou nesta terça-feira o reajuste de 7,97% nas tarifas de energia elétrica dos 2,3 milhões de consumidores da Celesc Distribuição S.A. Na prática, para o consumidor final, o efeito médio percebido é de 1,19% - muitíssimo abaixo de 2010, quando o percentual foi de 9,85% - e o menor desde 2009. O presidente da Celesc, Antonio Gavazzoni, explica que o pleito enviado pela Empresa à Aneel previu basicamente a cobertura dos gastos operacionais regulados e dos custos não gerenciáveis, tendo por base os realizados nos últimos 12 meses, em conformidade com a fórmula de reajuste prevista no contrato de concessão. Segundo Gavazzoni, o reajuste prevê somente a cobertura dos gastos estritamente necessários, atendendo inclusive a apelos de associações representativas da indústria. As fortes chuvas do início do ano tiveram influência no baixo reajuste, já que os reservatórios cheios demandam menor número de usinas termelétricas ligadas. A energia gerada nessas usinas é mais cara do que a produzida nas hidrelétricas.

Matérias Relacionadas

Geral

Enchentes paralisaram 63% das indústrias gaúchas, revela pesquisa

Apesar dos impactos, 64,2% das empresas vão manter local de sedes
Enchentes paralisaram 63% das indústrias gaúchas, revela pesquisa
Economia

Caixa libera abono do PIS/Pasep para nascidos em julho e agosto

Valores variam conforme número de dias trabalhados no ano-base 2022
Caixa libera abono do PIS/Pasep para nascidos em julho e agosto
Educação

Enem: pelo menos 5 milhões se inscreveram para a edição de 2024

Número final será conhecido após período extra de inscrição no RS
Enem: pelo menos 5 milhões se inscreveram para a edição de 2024
Economia

Pesquisa de preços mostra variação da cesta básica em Jaraguá do Sul

Tomate teve aumento de quase 30% neste mês em relação ao levantamento de maio
Pesquisa de preços mostra variação da cesta básica em Jaraguá do Sul
Ver mais de Economia