dengue
ECONOMIA

Aneel aprova edital de leilão de transmissão marcado para 20 de dezembro

13 Nov 2018 - 11h29Por Anne Warth

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira, 13, o edital do leilão de linhas de transmissão, marcado para o dia 20 dezembro. A licitação será realizada na sede da B3, em São Paulo. Será o maior leilão de infraestrutura realizado pela Aneel nos últimos quatro anos, de acordo com o relator, diretor Sandoval de Araújo Feitosa.

O leilão contará com 16 lotes, nos Estados de Amapá, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins. O prazo de entrega das linhas vai variar de 48 meses a 60 meses.

Os lotes devem demandar investimentos de R$ 13,17 bilhões e 7.152 quilômetros de linhas de transmissão. As obras devem gerar 28.671 empregos. A receita anual permitida máxima será de R$ 2,139 bilhões. Os contratos serão assinados em 22 de março.

O leilão contará com lotes que já pertenceram à Eletrosul, que teve a caducidade de concessão de linhas declarada pelo Ministério de Minas e Energia em 1º de novembro. São lotes que vão reforçar o atendimento na Região Metropolitana de Porto Alegre. O atraso nessas linhas poderia afetar o escoamento de energia de usinas da região.

Matérias Relacionadas

Economia

Pesquisa de preços mostra variação da cesta básica em Jaraguá do Sul

Tomate teve aumento de quase 30% neste mês em relação ao levantamento de maio
Pesquisa de preços mostra variação da cesta básica em Jaraguá do Sul
Geral

Guaramirim define prazo para isenção de Imposto Rural em Perímetro Urbano

Agricultores devem solicitar isenção até 11 de novembro
Guaramirim define prazo para isenção de Imposto Rural em Perímetro Urbano
Geral

Polícia Federal abre investigação sobre leilão de arroz

Conab também instaurou uma apuração interna
Polícia Federal abre investigação sobre leilão de arroz
Economia

Setor de serviços cresce 0,5% de março para abril no país, revela IBGE

É a segunda alta consecutiva do indicador
Setor de serviços cresce 0,5% de março para abril no país, revela IBGE
Ver mais de Economia