Dia internacional das Mulheres
ECONOMIA

Alta no consumo das famílias no 4º tri ante 3º tri é a 8ª seguida, diz IBGE

28 Fev 2019 - 11h53Por Daniela Amorim, Renata Batista e Vinicius Neder

Com a alta de 0,4% no quarto trimestre de 2018 ante o terceiro trimestre do ano passado, o consumo das famílias emplacou uma sequência de oito trimestre seguidos de variação positiva na comparação com os períodos imediatamente anteriores, informou nesta quinta-feira, 28, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em 2018 fechado, o consumo das famílias avançou 1,9% ante 2017, melhor desempenho desde 2014, quando houve uma alta de 2,3% em relação a 2013.

O desempenho do Produto Interno Bruto (PIB) de serviços também foi o melhor em alguns anos. A alta de 1,3% em 2018 ante 2017 foi a maior desde 2013, quando o avanço foi de 2,8%.

PIB per capita

O PIB per capita alcançou R$ 32.747 em 2018, em valores correntes, segundo os dados das Contas Nacionais divulgados pelo IBGE. O resultado representa um ligeiro avanço de 0,3% em relação a 2017, em termos reais, ou seja, já descontada a inflação do período, informou o IBGE.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Contribuinte pode destinar parte do IR para projetos sociais de Guaramirim

Todas as pessoas físicas podem fazer doações de recursos financeiros aos Fundos Municipais
Contribuinte pode destinar parte do IR para projetos sociais de Guaramirim
Economia

Aumento da gasolina também causa impacto no preço do etanol

Álcool acumula aumento de 21% desde janeiro
Aumento da gasolina também causa impacto no preço do etanol
Economia

Indústria brasileira cresce 0,4% de dezembro para janeiro

Setor teve expansão de 0,8% na média móvel trimestral
Indústria brasileira cresce 0,4% de dezembro para janeiro
Economia

Em nova coleção, Malwee aposta em versatilidade e moda atemporal

Marca apresenta peças atemporais como moletons, malhas texturizadas, calças jogger, jeans e tricôs clássicos para serem usados por vários invernos
Em nova coleção, Malwee aposta em versatilidade e moda atemporal
Ver mais de Economia