transito
ECONOMIA

Alimentos mais caros pressionam inflação ao consumidor no IGP-DI de outubro

07 Nov 2018 - 07h46Por Daniela Amorim

A alta nos preços dos alimentos pressionou a inflação ao consumidor medida pelo Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) em outubro, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quarta-feira, 7. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC-DI) teve um avanço de 0,48% no último mês, após uma alta de 0,45% em setembro.

Duas das oito classes de despesa registraram taxas de variação mais elevadas. A principal contribuição para o avanço do IPC-DI partiu do grupo Alimentação, que saiu de alta de 0,16% em setembro para avanço de 0,86% em outubro, sob influência de itens como hortaliças e legumes, que passou de -4,09% para 19,92% no período.

Também apresentou acréscimo o grupo Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,30% para 0,51%), puxado pelo item artigos de higiene e cuidado pessoal (de -0,04% para 0,98%).

Na direção oposta, as taxas foram mais baixas nos grupos Habitação (de 0,36% para -0,06%), Transportes (de 1,09% para 0,82%), Educação, Leitura e Recreação (de 0,59% para 0,48%), Despesas Diversas (de 0,18% para 0,05%), Vestuário (de 0,63% para 0,56%) e Comunicação (de 0,18% para 0,17%).

Os destaques foram os itens tarifa de eletricidade residencial (de 0,64% para -0,90%), gasolina (de 4,08% para 1,93%), passeios e férias (de 3,81% para 2,16%), alimentos para animais domésticos (de 1,85% para 0,03%), blusa feminina (de 1,33% para 0,45%) e pacotes de telefonia fixa e internet (de 0,75% para 0,51%).

O núcleo do IPC-DI registrou alta de 0,36% em outubro ante avanço de 0,37% em setembro. Dos 85 itens componentes do IPC, 39 foram excluídos do cálculo do núcleo. O índice de difusão, que mede a proporção de itens com aumentos de preços, foi de 66,57% em outubro, 4,14 pontos porcentuais acima do resultado de 62,43% registrado em setembro.

Materiais e mão de obra

Os aumentos nos custos da mão de obra e dos materiais da construção em outubro aceleraram a inflação do setor dentro do IGP-DI. O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC-DI) subiu 0,35% em outubro, após uma alta de 0,23% em setembro.

O índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços teve elevação de 0,57% em outubro, ante um avanço de 0,44% em setembro. Já o índice que representa o custo da Mão de Obra aumentou 0,16% em outubro, após ter crescido 0,06% em setembro.

Matérias Relacionadas

Economia

Pesquisa de preços mostra variação da cesta básica em Jaraguá do Sul

Tomate teve aumento de quase 30% neste mês em relação ao levantamento de maio
Pesquisa de preços mostra variação da cesta básica em Jaraguá do Sul
Geral

Guaramirim define prazo para isenção de Imposto Rural em Perímetro Urbano

Agricultores devem solicitar isenção até 11 de novembro
Guaramirim define prazo para isenção de Imposto Rural em Perímetro Urbano
Geral

Polícia Federal abre investigação sobre leilão de arroz

Conab também instaurou uma apuração interna
Polícia Federal abre investigação sobre leilão de arroz
Economia

Setor de serviços cresce 0,5% de março para abril no país, revela IBGE

É a segunda alta consecutiva do indicador
Setor de serviços cresce 0,5% de março para abril no país, revela IBGE
Ver mais de Economia