Economia

Agronegócio catarinense bate recordes nas exportações em 2019

28 Dez 2019 - 10h30Por Rádio Jaraguá
Agronegócio catarinense bate recordes nas exportações em 2019 - Crédito: Jader Nones / Cidasc Crédito: Jader Nones / Cidasc

Com um agronegócio produtivo e voltado para o mercado externo, Santa Catarina segue batendo recordes. De janeiro a novembro de 2019, o setor foi responsável por 68,5% de todo faturamento com as exportações catarinenses, com receitas que chegam a US$ 5,6 bilhões. O grande destaque deste ano foi o aumento nos embarques de carnes e a ampliação da presença internacional.

 "O agronegócio de Santa Catarina encerra 2019 com muitas conquistas. Tivemos uma boa safra e a expectativa é de que a próxima colheita seja ainda melhor. Mas o grande destaque ficou por conta do desempenho da cadeia produtiva de carnes. Algumas mudanças no mercado internacional alavancaram a produção de suínos, aves e bovinos.  Aumentamos nossas exportações, o produtor teve seu produto mais valorizado e o agronegócio mais uma vez cumpriu seu papel no desenvolvimento e na economia de Santa Catarina", destaca o secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Ricardo de Gouvêa.
As carnes são o carro-chefe das exportações catarinenses. De janeiro a novembro, o estado bateu o recorde histórico com as exportações de carne suína, ao longo do ano foram 373,5 mil de toneladas embarcadas, gerando um faturamento de US$ 766,4 milhões.

É importante lembrar que Santa Catarina é o maior produtor nacional de suínos e o segundo maior produtor de aves. A produção baseada na agricultura familiar tem alcançado os mercados mais exigentes e competitivos do mundo. Grande parte das exportações catarinenses tem como destino o mercado chinês. China e Hong Kong concentram 59% de todo faturamento catarinense com os embarques de carne suína e 15% das exportações de carne de frango.

Segundo o analista do Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa), Alexandre Giehl, a expectativa é de que a China continue aumentando suas importações de proteínas de origem animal, em função da drástica redução no rebanho suíno causada pelo surto de peste suína africana que o país atravessa.

A carne de frango é o principal produto exportado por Santa Catarina. De janeiro a novembro foram 1,16 milhão de toneladas vendidas para o mercado externo, com um faturamento que passa de US$ 2 bilhões.  Os produtos de origem vegetal e florestal responderam por US$ 2,4 bilhões de faturamento, os maiores produtos são soja, milho e madeira, produtos de madeira.

Diferenciais de Santa Catarina

Santa Catarina é reconhecida internacionalmente pela qualidade do seu agronegócio e o cuidado com a saúde animal e vegetal. É o único estado brasileiro reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como área livre de febre aftosa sem vacinação e área livre de peste suína clássica. Na área vegetal, o estado é livre de Cydia pomonella, considerada o pior inseto praga da fruticultura, e também do Moko da Bananeira.

Matérias Relacionadas

Política

[VÍDEO] Ratinho cita Jaraguá como uma das cidades mais organizadas do Brasil

Em rede nacional, apresentador mandou abraço para o prefeito Antídio Lunelli e citou o município como referência para o país 
[VÍDEO] Ratinho cita Jaraguá como uma das cidades mais organizadas do Brasil
Economia

Governo do Estado inicia entrega de cartões do SC Mais Renda

Na manhã de segunda-feira, 26, foi realizada a entrega simbólica a três beneficiários no Centro Administrativo, em Florianópolis
Governo do Estado inicia entrega de cartões do SC Mais Renda
Economia

Apresentador Ratinho visita Jaraguá do Sul

A visita ocorreu após a matéria da "Revista Isto É" que destacou a cidade como polo industrial, econômico e de desenvolvimento
Apresentador Ratinho visita Jaraguá do Sul
Economia

CDL BOX somou R$ 1 milhão de vendas com cashback em quatro meses

Lançada em fevereiro, a solução já é utilizada por mais de 60 empresas e tem mais 2,5 mil usuários cadastrados
CDL BOX somou R$ 1 milhão de vendas com cashback em quatro meses
Ver mais de Economia