ECONOMIA

Aérea da Turquia e Itália suspendem voos com Boeing 737, mas Canadá não

12 Mar 2019 - 14h44Por Equipe AE, com agências internacionais

A Turkish Airlines informou nesta terça-feira que a companhia manterá em terra todos seus modelos Boeing 737, até segunda ordem. O governo da Itália, por sua vez, também decidiu tomar a mesma atitude, enquanto o Canadá ainda informou que não tem planos imediatos de adotar essa medida.

A Turkish Airlines divulgou comunicado, no qual o executivo-chefe, Bilal Eksi, diz que todos os voos com o modelo estão suspensos até que a incerteza sobre seu funcionamento seja esclarecida. O governo italiano afirmou que todas as aeronaves desse modelo devem ficar em terra a partir das 21h (hora local, 1h de Brasília), pelo mesmo motivo.

Já o ministro do Transportes do Canadá, Marc Garneau, afirmou que o país busca mais informações sobre a causa do acidente de domingo da Ethiopian Airlines, sem querer tomar uma medida antes disso. O acidente deixou 157 pessoas mortas. O acidente na Etiópia ocorreu menos de seis meses depois que outro Boeing 737 MAX 8 caiu na Indonésia, reforçando preocupações sobre a segurança.

Autoridades aéreas em Reino Unido, Austrália, Malásia, Cingapura, Omã, Irlanda e outros países já decidiram que as aeronaves desse modelo devem ficar em terra, por ora.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Mercado de energia solar cresce 70% e se posiciona como promissor e lucrativo no Brasil

Mercado de energia solar cresce 70% e se posiciona como promissor e lucrativo no Brasil
Economia

Pagamento do abono anual para segurados da Previdência é antecipado

Abono equivale ao 13º salário dos segurados
Pagamento do abono anual para segurados da Previdência é antecipado
Política

Administração de Schroeder presta contas dos primeiros 100 dias de gestão

Durante o encontro, os associados da Acias fizeram alguns questionamentos e foram prontamente esclarecidos
Administração de Schroeder presta contas dos primeiros 100 dias de gestão
Economia

Parceria entre WEG e Vale dá início a produção de eletrocentros em Minas Gerais

Contrato firmado entre WEG e Vale prevê o fornecimento de eletrocentros solares para implantação do Projeto Sol do Cerrado, um dos maiores parques de geração de energia fotovoltaica do Brasil
Parceria entre WEG e Vale dá início a produção de eletrocentros em Minas Gerais
Ver mais de Economia