Saúde da mulher requer atitudes preventivas

Dia Internacional da Mulher é momento ideal de olhar para si e garantir mais qualidade de vida

05 Mar 2020 - 07h30Por Lucas Galdino

Urologista falando de saúde da mulher? É isso mesmo! Apesar de os homens serem maioria no consultório de um médico urologista, as mulheres que sofrem com alguns distúrbios do sistema urinário também podem precisar de atendimento dessa especialidade. Por isso, inspiradas pelo Dia Internacional da Mulher, dicas de saúde são sempre bem-vindas para reforçar a importância do autocuidado: 

- Alimentação equilibrada: a boa e velha dica faz a diferença desde os primeiros dias de vida. Os benefícios incluem redução de fatores de risco para doenças, como o sobrepeso e o aumento do colesterol, além de bem-estar físico e mental. 

- A mente também precisa de cuidados: depressão, ansiedade, insônia, estresse e transtornos alimentares são alguns dos distúrbios mentais que podem afetar qualquer mulher, afinal, acabam sendo motivados por fatores psicossociais e ambientais. É preciso falar sobre isso e dar atenção devida, buscando ajuda especializada ao identificar alguma doença. 

- Conhecer o próprio corpo: a saúde sexual é fundamental para homens e mulheres serem saudáveis física e emocionalmente. Porém, muitas mulheres ainda sabem pouco ou nada sobre a anatomia e o funcionamento do corpo feminino. Conhecer esse aspecto ajuda no desenvolvimento sadio da sexualidade em todas as idades.  

- Exames de rotina: realizar exames para rastrear câncer de colo de útero e câncer de mama é uma forma de prevenir essas doenças ou diagnosticar logo no início, o que aumenta as chances de cura. O ideal é o acompanhamento anual junto ao ginecologista. 

- Proteção contra DSTs: por último, mas não menos importante, a dica é: preservativo em qualquer relação sexual. As DSTs são causadas por vírus, bactérias e outros microrganismos. A transmissão, geralmente, ocorre por meio do contato sexual sem o uso de camisinha feminina ou masculina com uma pessoa que esteja infectada. Se houver troca de parceiros frequente sem proteção, é preciso procurar uma unidade básica de saúde para ter orientações e fazer testes rápidos. 

Mulher, cuide de você mesma em qualquer fase da vida!