terça, 18 de junho de 2019 - 19h43
(47) 3371-1010Central (47) 3372-1010Ao Vivo

Tuberculose é principal causa de morte entre pessoas com HIV

Mesmo com redução significativa no contágio nos últimos anos, o HIV ainda é uma doença sexualmente transmissível que merece muita atenção e cuidado. Em todo o mundo, avalia-se que mais de 36 milhões de pessoas vivam com vírus.

28 Fev 2019 - 07h30Por Lucas Galdino

Mesmo com redução significativa no contágio nos últimos anos, o HIV ainda é uma doença sexualmente transmissível que merece muita atenção e cuidado. Em todo o mundo, avalia-se que mais de 36 milhões de pessoas vivam com vírus. No Brasil, esse número passava de 800 mil, em 2017. Também há uma estimativa de que, todas as semanas, cerca de sete mil mulheres jovens, com idade entre 15 e 24 anos, são infectadas pelo HIV em diferentes países no globo. 
 
Mas, talvez o dado mais alarmante seja este: desde o início da epidemia, 35,4 milhões de pacientes perderam a devido a causas relacionadas à AIDS. Entre as principais causas de morte nestes pacientes, a primeira delas é a tuberculose, que afeta 1/3 deles.  
 
Em 2016, por exemplo, das 10,4 milhões de pessoas que desenvolveram tuberculose no mundo, 1,2 milhão também convivia com o HIV. Outro alerta importante é que 49% daqueles que possuem HIV e tuberculose desconhecem a coinfecção e, assim, acabam não recebendo os cuidados adequados.
 
Por tudo isso, quem é diagnostico com HIV sem sintomas deve também passar por terapia preventiva de tuberculose. Dessa forma, é possível diminuir o risco de desenvolvimento da doença e reduzir a taxa de mortalidade em 40%.