Unimed

Quanto tempo leva para realizar um implante dentário?

Esta dúvida ainda é pertinente e obviamente, por se tratar da área da saúde, cada paciente apresenta uma condição de saúde individual, assim como sua estrutura óssea, seu perfil facial entre outros fatores

24 Jan 2021 - 16h10Por Gustavo Dagostim

A saúde bucal e uma boa capacidade de mastigação é algo extremamente importante e hoje é um assunto relevante para boa parte da população. Associado a uma boa mastigação, a estética também é algo muito saliente em nossa realidade onde a mastigação adequada e um sorriso bonito se tornam o casamento perfeito. Entretanto, em muitas situações é comum os pacientes que procuram a harmonização do sorriso esbarrarem em algo chamado “tempo de tratamento”.

Quanto tempo levamos para realizar um tratamento com implantes dentários? Esta dúvida ainda é pertinente e obviamente, por se tratar da área da saúde, cada paciente apresenta uma condição de saúde individual, assim como sua estrutura óssea, seu perfil facial entre outros fatores que tornam cada plano de tratamento singular. Entretanto a situação é positiva e as notícias são favoráveis para pacientes que perderam todos os seus dentes por algum motivo e hoje são usuários de próteses móveis totais também conhecidas popularmente por “dentaduras” na região inferior ou seja, dentadura na parte de baixo. Este grupo de pacientes tem maiores possibilidades de realizar um procedimento chamado hoje de carga imediata. Esta técnica é baseada na instalação dos implantes dentários e na devolução dos dentes fixos em um período de vária entre 48 a 72 horas, dependendo da evolução de cada caso e também de cada paciente. Resumidamente, pessoas que por um longo período foram usuárias de próteses móveis totais na região inferior ao longo de 10, 20 anos ou mais, agora possuem a possibilidade de concluírem seu tratamento em um prazo de 2 a 3 dias, restabelecendo a mastigação e a estética através de dente fixos.

Entretanto, para pacientes que necessitam realizar implantes em outras regiões, ou até mesmo recuperar parte de sua estrutura óssea perdida através de enxertos dentários, o tratamento pode ter um período de duração de 3 meses até 1 ano. Todavia, é extremamente ressaltar que durante o período de tratamento o paciente utilizará próteses temporárias ou seja, dentes provisórios, para que continue sua vida e interação social normalmente, sem necessidade de ficar com ausência de dentes. Por esse motivo então, o tratamento se torna mais confortável ao paciente, sem necessidade de se afastar do trabalho, família ou amigos.

É importante mencionar que a chave para o sucesso está no planejamento adequado direcionado para cada paciente, além da análise criteriosa dos exames solicitados pelo profissional onde será possível analisar a estrutura óssea. É através desses exames, onde o mais indicado se chama tomografia computadorizada, o profissional realiza o planejamento de todo o tratamento. A Tomografia Computadorizada é um exame simples e rápido, semelhante a uma radiografia panorâmica convencional, entretanto, se trata de um exame mais específico e oferece informações mais precisas, facilitando o tratamento com implantes dentários e oferecendo mais segurança ao paciente e também ao profissional. Hoje as possibilidades de tratamento são muito variadas e por esse motivo então que a odontologia se destaca cada vez mais no cenário atual não somente por transformar sorrisos, mas também por transformar vidas.

Dr. Gustavo Dagostim – CRO/SC 12.689

Cirurgião Dentista - Universidade Estadual de Londrina (UEL)

Especialista em Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial - Universidade Federal do Paraná(UFPR)

Especialista em Implantes Dentários (ZENITH)

Habilitado em Acupuntura na odontologia, Dor Orofacial e DTM (GAPEDOR)

Habilitado em uso de Toxina Botulínica terapêutica para tratamento de Desordens Orofaciais (ILAPEO)