Procedimento insere tubo de ventilação para melhorar a saúde auditiva

Infecções recorrente de ouvido podem diminuir com o auxílio de dreno alocado no tímpano

07 Jan 2020 - 07h30Por Marcio Freitas

Infecção do ouvido incomoda e causa dor. Quando ocorre repetidas vezes, é conhecida como otite e, geralmente, atinge as crianças. Mas, qual a causa? Uma das principais é o acúmulo de secreção dentro das orelhas.

 

A introdução de um tubo de ventilação, conhecido também como dreno, consegue remover a cera acumulada e ajuda a diminuir ou solucionar as infecções. Essa estrutura cilíndrica de silicone, quando inserida cirurgicamente, permite a ventilação da orelha média. Os drenos não devem provocar dor e nem perda de audição.

 

Na cirurgia, com o auxílio de um microscópio, o médico faz uma incisão no tímpano, aspira a secreção e posiciona o dreno. Na maioria dos casos, os tubos permanecem dentro do ouvido de seis meses a um ano e caem sozinhos, geralmente, cicatrizando o tímpano. A remoção cirúrgica é rara.

 

Após a operação, indica-se repouso. No dia seguinte ao procedimento, o paciente pode retomar as atividades normais. Os cuidados pós-cirúrgicos incluem evitar molhar os ouvidos, o que pode causar secreção amarelada com mau cheiro na orelha, e também fazer a revisão constante com o otorrinolaringologista.

 

Apesar do tubo de ventilação, infecções podem voltar a acontecer, assim como após a queda do dreno. Nesse caso, é possível colocá-lo novamente.