Pergolado: Um coringa para pequenas ampliações

O pergolado mais barato é o de concreto, porém é também o que mais demora e não é possível mudar de lugar, a contraponto, a estrutura de madeira é a mais rápida e mais popular, porém é a que custa mais caro.

13 Nov 2019 - 08h30Por Eixo 11 Arquitetura

Pergolado, ou pérgola, é basicamente uma estrutura decorativa composta de pilares e vigas (ou treliça) e construídas principalmente em madeira, mas também se encontra opções em bambu, ferro e concreto, que permitem diversos estilos para agradar todos os gostos e bolsos.

O pergolado mais barato é o de concreto, porém é também o que mais demora e não é possível mudar de lugar, a contraponto, a estrutura de madeira é a mais rápida e mais popular, porém é a que custa mais caro.

Um pergolado de ferro é mais sofisticado e moderno, ornando bem com um design mais industrial e o preço é mais acessível que a madeira, porém não é indicado para áreas com umidade excessiva, já o pergolado de bambu vem se popularizado e ganhando espaço, sendo um dos mais baratos e rústicos, porém a terra onde será aplicado deve ser firme, senão deve ser concretada.

Não se exclui a opção de fazer um pergolado com estrutura mista, como utilizar a madeira e ferro, abordando os benefícios que ambos materiais fornecem, como a estética da madeira e resistência a grandes vãos do ferro.

Focando nos pergolados mais utilizados, os de madeira, a recomendação é utilizar madeiras de lei, como a Cumaru e o Ipê, devido a sua resistência. O pinus, eucalipto e bambu também são ótimas opções. As madeiras podem ser empregadas de forma mais natural e rústico, mantendo o formato do tronco da árvore, ou mais trabalhada e sofistica, com linhas retas. A decisão do modelo aplicado fica por conta da decoração que o morador prefere ter em sua residência.

Os pergolados podem ser cobertos ou não, quando se opta por cobrir, o material mais utilizado é o vidro, pois continua proporcionando a sensação de amplitude e impedindo a passagem de chuva. Outras opções de coberturas, mais em conta que o vidro, podem ser de palha, policarbonato ou cobertura vegetal, com utilização de plantas trepadeiras que unificam ainda mais o pergolado ao jardim.

A pérgola pode ser utilizada em diversas ocasiões e permite a personalização a gosto do morador, como por exemplo para criar uma área de refúgio e sombra para desfrutar momentos ao ar livre, compondo o jardim. Há a possibilidade também de se utilizar como garagem ou cobertura de um corredor para unir duas áreas separadas da casa (como o portão até a entrada, ou a residência até a área de festas), sendo uma solução econômica e prática, além de ser um abrigo do sol.

Outra sugestão é, quando optar por um pergolado coberto, revestir com tecidos leves como o voal, criando um ar praiano. Uma opção menos usual é adotar o pergolado no interior das casas, destacando um ambiente e dando mais elegância ao mesmo.

Para personalização do pergolado e determinação do material da estrutura, deve-se consultar um profissional que irá lhe auxiliar em todas essas escolhas, como o espaço entre as madeiras, dar mais privacidade, incorporar de outros materiais ou adicionar tecidos, cobertura e vegetação ou adaptar ao design de sua preferência.