Lipoenxertia usa gordura corporal para preenchimento do rosto

Método com enxertos pode ser utilizado para devolver contornos naturais ou corrigir lesões que afetam a estética

04 Dez 2019 - 14h30Por Josinaldo Martins

Já imaginou utilizar a própria gordura do corpo para recuperar o volume da face? Assim é a lipoenxertia, técnica realizada atrelado da transferência de gordura aspirada de outras áreas do corpo para regiões do rosto que necessitam de preenchimento, como lábios, rugas profundas, bigode chinês e maçãs do rosto. 

O tecido gorduroso retirado do paciente vem de áreas que possuem gordura em excesso, ou seja, o procedimento não causará danos para a região doadora. Antes de ser injetada no local desejado, a gordura é preparada, separando o tecido adiposo de outras substâncias. 

O procedimento cirúrgico é capaz de restaurar contornos faciais a partir do enxerto, proporcionando resultados estéticos satisfatórios e não só isso, pode ainda ser utilizado em cirurgias reparadoras de reconstrução de alguma área facial, em casos de câncer de pele, por exemplo. 

A cirurgia é uma alternativa também para recuperar regiões da face em casos de redução de camada de tecido gorduroso, causada pelo efeito colateral de alguns medicamentos ou por doenças. A lipoenxertia pode atuar também em locais com cicatrizes, melhorando irregularidades da pele. Na aplicação, o tecido amolece a cicatriz e deixa a área com aspecto semelhante ao da pele normal.

A cirurgia dura de uma a duas horas. Já o tempo de recuperação pode chegar a 15 dias. Exercícios estão liberados após duas semanas. A cicatriz do procedimento é discreta e não causa desconforto.