Infecção urinária afeta homens, mulheres e também crianças

A incidência de infecção urinária nas mulheres é de 80% a 90%, afetando, principalmente, àquelas em idade reprodutiva ou no período da menopausa

30 Mai 2019 - 07h00Por Raphael Lahr

Não são só os adultos que podem sofrer com os sintomas da infecção urinária. Nas crianças, ela também pode provocar, entre outros incômodos, ardência ou dor ao urinar.

Ao longo do primeiro ano de vida, o problema é mais comum nos meninos e, quando ocorre, precisa ser pesquisado para afastar alterações anatômicas. A investigação se dá pela ecografia do aparelho urinário, uretrocistografia miccional e, dependendo o caso, cintilografia renal. Depois do primeiro ano, as meninas estão mais propensas a contrair a doença.

A incidência de infecção urinária nas mulheres é de 80% a 90%, afetando, principalmente, àquelas em idade reprodutiva ou no período da menopausa. O motivo: queda de estrogênio e alterações no tipo e quantidade de micro-organismos que protegem a vagina.

A ocorrência de infecção urinária masculina é bem menos significativa do que a feminina e a maior parte das infecções são ocasionadas por fator de risco como a pouca ingestão de água ou a prisão de ventre.

Para prevenir o incômodo, cabe ao paciente adotar hábitos saudáveis.  A melhor forma de evitar as infecções urinárias é a hidratação. Além disso, vale evitar segurar o xixi por muito tempo e cuidados alimentares para evitar a constipação intestinal.