quarta, 20 de março de 2019 - 13h08
(47) 3371-1010Central (47) 3372-1010Ao Vivo

Homens também devem fazer exames preventivos para manter a saúde

Conscientizar os homens da importância de se cuidar é uma tarefa difícil e, muitas vezes, nem a família consegue ter bons resultados.

10 Jan 2019 - 06h30Por Raphael Lahr

Conscientizar os homens da importância de se cuidar é uma tarefa difícil e, muitas vezes, nem a família consegue ter bons resultados. Eles costumam realizar menos consultas médicas e, consequentemente, quando procuram os consultórios, as doenças já estão em estágio avançado. Somando a isso causas externas, como acidentes e mortes violentas, chega-se a uma alarmante estatística: os representantes do sexo masculino vivem, em média, 7,2 anos a menos do que as mulheres.

Para mudar esses números, a prevenção é essencial. Em geral, os homens têm medo de descobrir doenças e acham que nunca vão adoecer. Além de dificilmente procurarem os serviços de saúde e, na maioria das vezes, não realizarem os tratamentos recomendados. Com as mulheres, o cenário costuma ser diferente, já que, desde a primeira menstruação, elas têm por hábito manter acompanhamento com um ginecologista e fazer os exames preventivos necessários para cada faixa etária.

Outro fator determinante para essa falta de prevenção é cultural e envolve a noção de que o homem é o provedor, fazendo com que se estabeleça a falsa crença de que ele nunca pode ficar doente. Felizmente, tal situação vem mudado com o passar dos anos, mas ainda temos muitos desses exemplos ao nosso redor.

Dependendo da faixa etária, existem algumas doenças mais prevalecentes na população masculina. Entre os jovens, a principal causa de mortalidade são externas, como acidentes de trânsito, de trabalho e domésticos, e as morte violentas, causadas por armas brancas e de fogo, ou agressões, além de lesões que podem ser autoprovocadas ou acidentais. Eles também estão mais expostos às doenças sexualmente transmissíveis. 

Com o passar dos anos e o envelhecimento, a partir dos 50, a principal causa de morte são as doenças cardiovasculares, seguidas das neoplasias (câncer). Por isso, a importância da realização de exames preventivos e das idas frequentes e programadas ao médico.  O principal câncer que acomete a população masculina é o de próstata. Dessa forma, todo homem a partir dos 50 anos deve fazer exames preventivos regulares. Já os que têm histórico familiar da doença, precisam procurar um médico a partir dos 45 anos.