Homem também se cuida

Cerca de 80% das consultas de homens no urologista são marcadas pelas companheiras. O grande desafio é conscientizar a procura ao médico com intuito de prevenção e não somente quando já existe uma doença instalada.

15 Nov 2019 - 15h43Por Raphael Lahr

Os homens costumam se ver como super-heróis, acham que nunca ficam doentes e não precisam de cuidados. Essa falsa ideia de força e virilidade é usada como desculpa pela maior parte do público masculino que foge da atitude preventiva quando o assunto é saúde. 

Cerca de 80% das consultas de homens no urologista são marcadas pelas companheiras. O grande desafio é conscientizar a procura ao médico com intuito de prevenção e não somente quando já existe uma doença instalada.

Apesar de um cenário mais positivo nos últimos anos, com a propagação da campanha Novembro Azul, que já ajudou a diminuir o preconceito, ainda existe resistência em dar continuidade às solicitações do médico. Muitos homens não fazem os exames solicitados e, algumas vezes, não tomam os remédios que são prescritos. 

Geralmente, isso acontece devido à correria do dia a dia, pois as pessoas dão prioridade para as exigências profissionais e acabam deixando a saúde de lado. Por isso, é preciso ressaltar a importância da prevenção, de estar atento aos sinais e, ao percebê-los procurar ajuda.