Falta de ferro x anemia

Os grupos mais vulneráveis à carência são crianças em fase de crescimento, mulheres jovens, gestantes e pessoas com má absorção ou que praticam atividade física intensa

22 Jul 2019 - 07h00Por Cristiane Molon

A maioria dos casos de anemia são decorrentes da falta de ferro, junto com a vitamina B12 e o ácido fólico para que o organismo produza glóbulos vermelhos. O ferro é um mineral encontrado no sangue. É responsável, em grande parte, pelo transporte e assimilação do oxigênio pelas células. Ele participa na produção de energia, na imunidade, na cognição, inclusive, na síntese de DNA. O ferro tem um papel importante na formação adequada dos ossos, na cicatrização, na pigmentação da pele e do cabelo e no metabolismo das proteínas. Os grupos mais vulneráveis à carência são crianças em fase de crescimento, mulheres jovens, gestantes e pessoas com má absorção ou que praticam atividade física intensa.

FONTES DE FERRO
As melhores fontes de ferro da alimentação são fígado, carne vermelha, aves, peixes, mariscos e ostras. Os feijões e vegetais são as melhores fontes vegetais, mas são má absorvidos no intestino. Outras fontes como gema de ovo e frutas secas também têm uma pequena quantidade.
A vitamina C, principalmente do suco de limão, pode aumentar em até três vezes a absorção de ferro no intestino. Ingerir limonada compensa o efeito negativo que o fitato (presente nos farelos) e que os taninos, presentes nos chás, exercem sobre a absorção do ferro. 

CAUSAS DE ANEMIA
- Menstruação excessiva;
- Pequenos sangramentos no estômago ou no intestino;
- Alguns vermes;
- Baixa ingestão de alimentos que contenham ferro;
- Problemas renais;
- Presença de metal pesado (alumínio, chumbo e mercúrio);
- Gestação;
- Doença celíaca;
- Intolerância à lactose.

SINAIS E SINTOMAS DE DEFICIÊNCIA DE FERRO
- Imunidade baixa;
- Cansaço, indisposição, alteração do humor;
- Sensibilidade ao frio;
- Tontura;
- Falta de apetite;
- Irritabilidade;
- Alterações na língua;
- Sonolência;
- Queda de cabelo, unhas quebradiças;
- Aceleração do coração (taquicardia);
- Dificuldade de concentração e memorização (muito comum em crianças).

QUEM TEM ANEMIA DEVE 
- Evitar ingerir muito magnésio, cálcio e zinco pode interferir na absorção do ferro;
- Não tomar café, chá verde, chá mate ou chá preto após as refeições (devido à cafeína e aos taninos presente nos mesmos);
- Evitar o consumo de lácteos (leite, queijo, iogurtes, chocolate ao leite). O cálcio diminui a absorção do ferro;
- Não fazer uso de antiácidos para o estômago;
- Os idosos devem ter ácido clorídrico suficiente no estômago para que a absorção seja adequada;
- Tratar gastrite e as azias (pois dificultam a absorção de ferro);
- Evitar a ingestão de açúcar e de álcool;
- Evitar o consumo de alimentos que contenham farelo de trigo;
- Gerenciar o sangramento menstrual.

COMO AUMENTAR A ABSORÇÃO DO FERRO
- Tomar uma limonada sem adoçar antes do almoço ou jantar;
- Temperar as saladas com limão (esse costume popular favorece o aproveitamento do ferro contido nos alimentos);
- Aumentar a ingestão de legumes, frutas, agrião, espinafre, beterraba, abacate, semente de girassol, uva, damasco, melado, vitamina C, B12 e ácido fólico;
- Consumir carne vermelha ou proteínas de origem vegetal em quantidades adequadas;
- Tratar verminoses.