segunda, 15 de julho de 2019 - 23h49
(47) 3371-1010Central (47) 3372-1010Ao Vivo

Expectativas com relação a consulta na odontopediatra

Ser mãe implica em ter expectativas para os filhos, desde que nascem já ficamos imaginando suas reações na introdução alimentar, primeiros passos e até no comportamento na dentista.

10 Jul 2019 - 07h00Por Karin Petermann

Ser mãe implica diretamente em ter expectativas para seus filhos, desde que nascem pensamos sobre seu futuro. Pensamos sobre coisas simples como quando vai começar a engatinhar até o que eles serão quando crescer. 

Confesso que a primeira vez que a Catarina foi na odontopediatra eu estava com as expectativas muito altas! Mas ao mesmo tempo, não sabia como ela reagiria a toda novidade de ambiente, pessoas diferentes, luzes e aparelhos. Para quem ler o primeiro texto vai entender como fiquei frustrada.

A terceira vez da Catarina na odontopediatra

Mesmo sendo a terceira vez dela na dentista infantil, eu tinha criado expectativas. Porque nós seremos humanos somos assim, criamos expectativas, nos frustramos, mas não perdemos as esperanças e continuamos com expectativas de que uma hora vai dar certo e quando dá certo,  nós vibramos.

Catarina reconheceu o ambiente (e eu acho isso muito positivo)! Se sentiu à vontade na sala de espera e queria logo pintar a parede e assistir desenho. Tava tão divertido que ela não quis ir ao consultório da Dra. Ana, e eu a levei no colo. E assim ela ficou enquanto a Ana conversava comigo e explicava sobre a quantidade e os tipos de pasta ideal para a idade dela. 

Ela foi se soltando aos poucos e a Ana perguntou se poderia contar os dentinhos dela, acanhada não quis saber de muito mais papo e então eu me voluntariei para que a Ana contasse os meus dentes, sentei na cadeira e pedi para que a Catarina me desse a mão enquanto eu estava ali. Ela cuidou de mim. 

Criou coragem e deitou do meu lado na cadeira para que a Ana contasse seus dentinhos, até que chegou uma hora que ela não quis mais saber de dividir a cadeira comigo e só pediu para eu segurar a mão dela.. Depois, nem isso!

A “Tia Ana” conseguiu olhar os dentinhos, escovar e até limpá-los com muito carinho, amor e paciência. Eu fiquei radiante de felicidade… e não consegui esconder isso de ninguém. Quem me acompanha no Instagram, conseguiu perceber a minha alegria e a da Catarina nesta consulta.

Aceite o processo

Aceitar o processo de resistência da criança, encarar o seu processo de frustração é um conjunto de coisas a enfrentar para conquistar mais essa vitória.

Nós iniciamos um programa de prevenção à saúde bucal na Barra Odonto, com consultas mensais a intenção é que juntos (família e especialista) conquistemos um sorriso saudável para a vida inteira. Ao fazer essa consulta mensal, a odontopediatra poderá avaliar se existem lugares mais propícios às cáries do que outros e até mesmo combater antes de virar um furinho preto no dente. 

Claro que não é um  milagre evitar a cáries e outras doenças bucais, depende de vários fatores como boa escovação, higiene com fio dental e até mesmo colaboração da genética. Mas melhor é identificar no início para tratar e não causar os terríveis traumas de dentista né?!

Hoje, após muitas visitas ao dentista - quase dois anos - ela está mais que acostumada. Claro que, expectativas sempre vão existir. É parte natural do ser humano. Precisamos aprender a lidar com as nossas altas expectativas para também não sobrecarregar nossos filhos que nem precisam carregar as nossas emoções e nem corresponder a nossa altura. 

Pelo contrário, precisamos utilizar da empatia e nos colocar no lugar da criança, pensar e compreender suas reações na odontopediatra. Precisamos transmitir coragem e mostrar que sempre estaremos do lado dela para ajudá-las a enfrentar as situações com segurança e tranquilidade, para que quando elas precisarem encarar outras situações da vida, tenham plena convicção de que são capazes!

E vocês, já levaram seus filhos para consultar a odontopediatra? Como foi suas expectativas e como foi a reação deles? Deixe seu comentário, ele é muito importante para mim!

CMJS - Julho