terça, 19 de fevereiro de 2019 - 21h49
(47) 3371-1010Central (47) 3372-1010Ao Vivo

Detoxificação: como funciona?

Todos os órgãos têm capacidade de detoxificação: os rins, o fígado, os pulmões, o estômago, a pele, o sistema linfático.

11 Fev 2019 - 06h30Por Cristiane Molon

Todos os alimentos que consumimos causam uma resposta imunológica no organismo. O leite, por exemplo, que não faz parte do nosso corpo, desencadeia inúmeras reações metabólicas assim que você o ingere. O mesmo acontece com o feijão e com todos os outros alimentos. Algumas pessoas toleram determinado tipo de alimento, enquanto outras apresentam intolerâncias e isso é determinado pela individualidade biológica.

Todos os órgãos têm capacidade de detoxificação: os rins, o fígado, os pulmões, o estômago, a pele, o sistema linfático. O corpo funciona de forma sincronizada, com cooperação entre os diferentes órgãos. Se um estiver comprometido cronicamente, inevitavelmente, irá afetar o sistema todo.

Qual é o efeito das toxinas da poluição ambiental, tecnológica e sonora na nossa saúde? Existem muitos estudos que mostram que, quanto mais sobrecarregado o nosso organismo, mais adoecemos. Citam-se as dores crônicas, fadiga, depressão, intolerâncias alimentares, alergias de pele, distúrbios da audição e do sono. A lista é longa.

Já pararam para pensar porque nos sentimos sem energia após comer um determinado alimento? Parabenos, dioxinas, conservantes, corantes, metais tóxicos são absorvidos e podem se depositar em determinados órgãos, causando, dessa forma, reações metabólicas disfuncionais. 

Detoxificação não é um suco verde, um dia de leite de magnésia, carvão ativado no domingo, passar uma temporada no spa, uma massagem, uma sauna, um jejum, clorella, atividade física, mas, sim, tudo isso junto.  Quem não faz nada também vai detoxificar, mas de uma forma diferente. 

Para aumentar a capacidade de detoxificação do organismo, diminuir a carga de toxinas, melhorar o intestino, precisamos de alimentos de boa qualidade. Precisamos consumir mais frutas vermelhas (mirtilo, framboesa, cranberry, goji berry, morangos, amoras, açaí, ameixa, jabuticaba, acerola), que são ricas em antioxidantes, o chá verde contém epigalocatequina, que auxilia no controle das gorduras, própolis, folhas verdes e amargas, água de coco natural. Assim como também devemos mastigar mais, ingerir mais água de qualidade, dormir mais cedo, aumentam as reações de detoxificação. 

O conjunto disso tudo gera um efeito potencializado com benefícios para a saúde. Cuide do seu corpo, das suas escolhas e ganhe saúde e bem-estar!