quarta, 22 de maio de 2019 - 12h02
(47) 3371-1010Central (47) 3372-1010Ao Vivo

Conheça as cirurgias plásticas mais populares no Brasil

O interesse pela cirurgia plástica é crescente no Brasil e, por isso, o número de pessoas que se submete aos procedimentos não para de aumentar.

06 Mar 2019 - 07h30Por Josinaldo Martins

O interesse pela cirurgia plástica é crescente no Brasil e, por isso, o número de pessoas que se submete aos procedimentos não para de aumentar. Conforme o mais recente estudo da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica e Estética (ISAPS), somente em 2017, houve um acréscimo de 5% no total de operações registradas no país. 
 
De acordo com dados do órgão, 86,2% das cirurgias plásticas no mundo são realizadas por mulheres. As próteses nos seios são as cirurgias plásticas mais solicitadas, com 15% entre os 2,5 milhões de procedimentos por ano. Na sequência, estão listadas a lipoaspiração (14%) e a cirurgia de pálpebra (12%).
 
Outro dado importante é em relação aos procedimentos realizados em jovens. O Brasil lidera o ranking mundial de cirurgias plásticas em adolescentes, com uma média anual que já chegou a 90 mil operações. 
 
Sobre isso e os cuidados necessários, tratamos por aqui algumas semanas atrás. Mas, é importante frisar que, independentemente, do procedimento escolhido, é fundamental que a estrutura psicológica do paciente esteja preparada para encarar e aceitar a mudança de imagem que a cirurgia proporciona. Os pais precisam acompanhar de perto todo o processo.
 
Mais uma dica importante, que se estende também a todos os pacientes, é sempre contar com o suporte de um profissional membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. 
 
Agora, confira os procedimentos mais populares:
 
Aumento de mama – cerca de 15%
Lipoaspiração – cerca de 14%
Cirurgia das pálpebras – cerca de 12%
Rinoplastia – cerca de 8%
Abdominoplastia – cerca de 7%
Elevação do seio – cerca de 1%
Enxerto de gordura (face) – cerca de 5%
Redução de mama – cerca de 4%
Facelift – cerca de 4%
Aumento de nádegas (transferência de gordura) – cerca de 3%