Cirurgia plástica auxilia mulheres na recuperação da aparência e autoestima

02 Out 2019 - 16h32Por Josinaldo Martins

Pacientes com câncer de mama façam as pazes com o espelho através de técnica reparadora

A batalha contra um câncer nunca é fácil. Com o público feminino, então, um tipo bem comum é o de mama, que impacta diretamente na aparência. Durante o tratamento oncológico, a mulher pode perder o cabelo ou a mama e também o amor próprio. Sendo assim, a campanha do Outubro Rosa destaca a prevenção e apoio às vítimas da doença.

O emocional abalado da paciente atinge as relações com a família e a sociedade. Sentimentos de vergonha, angústia e medo se tornam comuns, atrapalhando a recuperação. Por isso, o método de reconstrução mamária é uma verdadeira injeção de ânimo para restabelecer a feminilidade perdida.

Após a mastectomia (remoção do câncer com a retirada do tecido mamário para impedir o retorno do tumor), algumas mulheres optam por realizar a reconstrução mamária para que possam se sentir novamente bem com o corpo. A cirurgia é individualizada e personalizada, de acordo com a escolha junto ao médico, levando em conta saúde e estilo de vida, tipo do corpo, tamanho da mama, preferência pessoal e quantidade de pele e tecido.

Para o procedimento, o cirurgião plástico utiliza expansores mamários e retalhos miocutâneos (próprio tecido da paciente), bem como enxerto de gordura para refinamento e aprimoramento da técnica. Em geral, o resultado da reconstrução da mama é satisfatório. A cicatriz vai depender da cirurgia que foi feita para a retirada do tumor. É importante ressaltar que os benefícios dessa cirurgia vão além do estético e visual, trazendo maior adesão da paciente ao tratamento, manutenção da autoestima, ausência de sequelas físicas e menor chance de depressão no pós-operatório.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, é importante que o médico responsável esteja de acordo com a conduta e padrões da equipe de oncologia. A cirurgia plástica é importante aliada no pós-tratamento, mas o ponto mais importante é conquistar a cura da doença.