Assistir o filme... / ou / ... Assistir ao filme????

Vamos refletir sobre o uso que fazemos de alguns verbos bem comuns, mas que costumam provocar algumas dúvidas em relação a maneira com a qual esses verbos se relacionam com os termos que se seguem a eles.

08 Nov 2019 - 10h00Por Leoní Cimardi

Na coluna desta semana, falaremos sobre “regência verbal”, que é um dos assuntos mais cobrados em provas e concursos e que costuma assustar muita gente. É verdade que é necessário bastante atenção, porém, não chega a ser um conteúdo dos mais complexos da nossa bela Língua Portuguesa.

Vamos refletir sobre o uso que fazemos de alguns verbos bem comuns, mas que costumam provocar algumas dúvidas em relação a maneira com a qual esses verbos se relacionam com os termos que se seguem a eles.

 

1. ASSISTIR

 

a) com o sentido de ver exige preposição:

Que tal assistirmos ao jogo de futebol na minha casa?

 

b) com o sentido de dar assistência não exige preposição:

O médico sempre assistiu pessoas mais velhas com muita atenção.

 

c) com o sentido de pertencer exige preposição:

Assiste aos pais o direito de serem informados sobre o rendimento escolar dos seus filhos.

 

2. CHEGAR

 

O verbo chegar é regido pela preposição “a”:

Chegamos ao endereço combinado com antecedência.

 

3. CUSTAR

 

a) com o sentido de ser custoso exige preposição:

Aquela decisão custou ao marido, pois não queria magoar sua esposa.

 

b) com o sentido de valor não exige preposição:

Aquele carro custou muito caro, pois é importado.

 

4. OBEDECER

 

O verbo obedecer exige preposição:

Obedeça ao seu coração, mas tome cuidado!

 

5. PROCEDER

 

a) com o sentido de fundamento, não exige complemento algum:

Essa sua desconfiança não procede.

 

b) com o sentido de origem exige preposição:

Esse seu ciúme procede de decepções amorosas anteriores.

 

6. VISAR

 

a) com o sentido de objetivo exige preposição:

Visamos ao sucesso.

 

b) com o sentido de mirar não exige preposição:

O policial visou o marginal através da fresta da janela.

 

7. ESQUECER

 

O verbo esquecer não exige preposição:

Esqueci o meu material.

 

No entanto, na forma pronominal, deve ser usado com preposição:

Esqueci-me do meu material.

 

8. QUERER

 

a) com o sentido de desejar não exige preposição:

Quero ficar pertinho de você.

 

b) com o sentido de estimar exige preposição:

Queria muito aos meus pais.

 

9. ASPIRAR

 

a) com o sentido de respirar ou absorver não exige preposição:

Aspirou toda a casa com o equipamento novo comprado na liquidação.

 

b) com o sentido de pretender exige preposição:

Aspirou ao cargo de diretor executivo por muito tempo.

 

Mande suas dúvidas.

Entre um ponto e outro, tentaremos esclarecer a todos!