GNet
Votação

Votação para decidir abertura de julgamento contra Dilma pode durar 20 horas na terça

05 Ago 2016 - 11h26
O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Ricardo Lewandowski, e líderes partidários, definiram nesta quinta-feira (4) as regras para a votação da chamada fase de pronúncia do impeachment, marcada para próxima terça-feira, dia 9. Essa fase é de reconhecimento de que há provas suficientes para abrir o julgamento contra Dilma Rousseff.

Se todos os senadores falarem, a sessão pode durar cerca de 20 horas seguidas. A reunião será presidida pelo presidente do STF, Ricardo Lewandowski. O ministro do Supremo disse que todos os procedimentos da votação do dia 9 já foram definidos.

Cada senador inscrito terá dez minutos de fala; a defesa e a acusação terão cada uma 30 minutos. O relator do caso, senador Antônio Anastasia, do PSDB, também terá 30 minutos para explicar seu relatório, que pede a abertura do julgamento do impeachment contra Dilma Rousseff.

Se o relatório for aprovado pela maioria simples dos senadores, têm início a última etapa do processo, o julgamento final.

Antes do julgamento, acusação e defesa terão 48 horas cada para entregar as considerações finais. Em seguida, há um prazo de dez dias para iniciar o julgamento definitivo, que deve ocorrer no final deste mês. A data ainda não está marcada.

Ficou definido também que cada parte, ou seja, acusação e defesa, poderão selecionar seis testemunhas para falar no julgamento final, o que só vai acontecer se o relatório de Anastasia for aprovado no próximo dia 9. As informações são da Agência Brasil.
GNet

Matérias Relacionadas

Segurança

Família do Mato Grosso do Sul procura por homem desaparecido em Jaraguá

Segundo a sobrinha, o homem possui problemas de memória o que dificulta ser encontrado.
Família do Mato Grosso do Sul procura por homem desaparecido em Jaraguá
Economia

Rede Cooper é a cooperativa de alimentos mais lembrada pelos catarinenses

Resultado faz parte do prêmio Top Of Mind 2021
Rede Cooper é a cooperativa de alimentos mais lembrada pelos catarinenses
Geral

WEG desenvolve linha de revestimentos nanoestruturados em parceria com as Empresas Randon

Mais sustentável, mais resistente à corrosão e com melhor performance de brilho e cor, a linha New Tech chega ao mercado isenta de solventes, a base d'água e de nanopartículas.
WEG desenvolve linha de revestimentos nanoestruturados em parceria com as Empresas Randon
Política

Ministro Tarcisio diz que obras em SC têm recursos suficientes

Ministro se pronunciou sobre o corte de quase R$ 40 milhões destinados para obras nas rodovias federais catarinenses
Ministro Tarcisio diz que obras em SC têm recursos suficientes
Ver mais de Brasil