Caraguá
Queda

Vendas do Dia das Crianças caíram

14 Out 2016 - 11h17
As vendas do comércio no Dia das Crianças recuaram 9,02% na comparação com 2015, apontam dados do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). A queda, entretanto, é menos intensa do que outras verificadas neste ano, como no Dia das Mães (-16,40%) e Dia dos Namorados (-15,23%).

É o terceiro ano consecutivo em que o indicador mostra desaceleração da atividade comercial na semana anterior (5 a 11 de outubro) ao Dia das Crianças, considerada a segunda data mais lucrativa para o setor no segundo semestre. Em 2014, a variação negativa foi de 8,95% em comparação a 2014.

Para a Serasa Experian, que verificou a atividade do comércio para o Dia das Crianças no mesmo período que o SPC, a queda foi de 8,1%, o pior desempenho desde o início da série, em 2006. A tendência de alta do desemprego no País e o poder de compra enfraquecido pela alta inflação, avalia a empresa, em nota, são fatores que influenciam negativamente o movimento dos consumidores. Por serem uma prévia das vendas de fim de ano, a Serasa sinaliza que as vendas de Natal de 2016 também devem diminuir ante as do ano anterior.

 

As informações são da

Agência Brasil

Matérias Relacionadas

Saúde

Conselhos de secretários de Saúde defendem vacinação de adolescentes

Sociedade Brasileira de Imunizações também defende vacinação
Conselhos de secretários de Saúde defendem vacinação de adolescentes
Economia

Caixa reduz juros do crédito habitacional na modalidade poupança

Banco reduziu parte fixa da parcela de 3,35% para 2,95% ao ano
Caixa reduz juros do crédito habitacional na modalidade poupança
Saúde

Anvisa não recomenda mudar orientação sobre vacinação de adolescentes

Ministério da Saúde suspendeu orientação para a vacinação
Anvisa não recomenda mudar orientação sobre vacinação de adolescentes
Saúde

Covid-19: ministro destaca eventos adversos em adolescentes vacinados

Queiroga explica revisão de recomendação sobre vacinas de covid-19
Covid-19: ministro destaca eventos adversos em adolescentes vacinados
Ver mais de Brasil