Prazo

Termina hoje prazo para sacar o PIS/Pasep

30 Jun 2016 - 11h01
Hoje é o último dia para o trabalhador sacar o abono salarial do Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep). Até a última segunda-feira (27), 1,4 milhão de trabalhadores ainda não haviam sacado o benefício, de acordo com o Ministério do Trabalho.

Equivalente a um salário-mínimo (R$ 880), o benefício é pago a empregados que tenham trabalhado com carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2014 e tenham recebido até dois salários mínimos por mês nesse período.

O trabalhador também precisa estar cadastrado no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter tido os dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais). Os recursos não sacados retornam ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

Em caso de dúvida, os beneficiários do PIS podem ligar para a Central de Atendimento da Caixa Econômica, no telefone 0800-726-0207. Quem tem direito ao Pasep pode obter informações no telefone 0800-729-0001, do Banco do Brasil.

Destinado a trabalhadores da iniciativa privada, o PIS é pago na Caixa Econômica Federal. Quem tiver o Cartão Cidadão pode sacar o benefício em casas lotéricas ou em terminais de autoatendimento da Caixa. Quem não tiver o cartão, pode receber o dinheiro em qualquer agência do banco, desde que leve documento de identificação. Empregados domésticos não têm direito ao benefício, porque o PIS é recolhido somente por empresas privadas.

Destinado a servidores públicos, o Pasep é pago pelo Banco do Brasil. O dinheiro costuma ser depositado diretamente na conta. Caso o crédito não tenha sido feito, o trabalhador pode ir a qualquer agência da instituição financeira e apresentar um documento de identificação.

 

 

Agência Brasil

Matérias Relacionadas

Saúde

Vacinar gestante é fundamental para proteger bebê, dizem especialistas

Dose na gravidez previne doenças nos primeiros meses de vida
Vacinar gestante é fundamental para proteger bebê, dizem especialistas
Brasil

Aprovada, reforma das telecomunicações depende agora de regulamentação

A efetivação da proposta, no entanto, dependem de complexas regulamentações. A lei segue agora para sanção do presidente Jair Bolsonaro
Aprovada, reforma das telecomunicações depende agora de regulamentação
Brasil

Avança no Senado liberação do BPC a mais de um deficiente na família

O projeto de lei (PL 3.260/2019) que prevê a ampliação seguiu para Comissão de Assuntos Sociais (CAS), onde será votado em caráter terminativo
Avança no Senado liberação do BPC a mais de um deficiente na família
Geral

Endividamento e inadimplência do consumidor têm alta em agosto

O estudo foi divulgado na última sexta-feira (13) pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC)
Endividamento e inadimplência do consumidor têm alta em agosto
Ver mais de Brasil