transito
Ciro Gomes

Tenho certeza que Ciro vai atrair eleitores de Lula, diz Kátia Abreu

21 Ago 2018 - 01h23

Comentando a pesquisa Ibope/Estadão/TV Globo, na qual sem Lula como candidato Ciro aparece com 9%, em empate técnico com Marina (12%), Kátia Abreu disse que o pedetista tem potencial de atrair também outros segmentos. Com o petista na disputa, o ex-ministro fica com 5%. Jair Bolsonaro (PSL) tem 20% e 18%, com e sem Lula, respectivamente.


"Tenho a certeza que Ciro vai atrair os eleitores de Lula. Aliás, não só a esquerda. Ele é franco e sincero e é isso que o povo brasileiro está esperando", disse Abreu, após participar de evento da Associação Brasileira das Empresas de Software (Abes).

Para a senadora, sem Lula na urna, Ciro pode atrair a iniciativa privada. "O Bolsonaro está embasado na aversão que as pessoas têm do PT, uma lembrança negativa. Sem o Lula, a iniciativa privada vai ver que Ciro respeita contratos", disse.

Abreu afirmou ainda que é um "mito" que Ciro Gomes seja contrário à reforma trabalhista. "Ninguém vai fazer uma revolução sobre isso. A gente foi contrário à forma como foi feito no Congresso. O que a gente quer é discutir mudanças, para início de conversa", disse.

A senadora descartou, no entanto, que a questão do imposto sindical pode ser rediscutida. "O Ciro não é a favor disso. E eu acho que o Congresso também não", disse.

Na palestra, a senadora defendeu mudanças na regra para condições de trabalho de mulheres grávidas. À plateia, composta de empresários de tecnologia da informação, ela sinalizou ainda que pode discutir a questão da jornada do teletrabalho e dos contratos intermitentes do setor.

Abreu se disse ainda defensora da isenção tributária em ganhos de capital de startups. "Nós aceitamos a discussão sobre a questão tributária e acreditamos que este não é um capital especulativo. Nada mais justo que seja isento, já que ele investe na empresa", disse.

Alckmin

A senadora se surpreendeu nesta noite com o erro do candidato Geraldo Alckmin (PSDB), que se confundiu em entrevista à Record TV e disse que ela - e não a também senadora Ana Amélia (PP-RS) - era a vice dele.


Após levar a mão na boca em sinal de surpresa, Abreu brincou: "Isso se chama ato falho em psicanálise. É o desejo inconsciente de me ter como vice".

A senadora lembrou que apoiou o tucano na eleição de 2006, mas ressaltou que não aceitaria ser vice dele este ano. "Até tenho admiração pelo Alckmin. Mas eu escolhi o Ciro antes de o Ciro me escolher como vice. Tô trabalhando na campanha dele há muito tempo", disse.

Abreu foi confirmada como vice de Ciro em 5 de agosto, data-limite para a realização de convenções pelos partidos. Antes, as tentativas do PDT de fazer aliança com partidos de centro-esquerda naufragaram após o PSB acertar com o PT a neutralidade no cenário nacional.

Matérias Relacionadas

Geral

Número de mortes por enchentes no RS aumenta para 176

Corpo não identificado foi encontrado em Venâncio Aires
Número de mortes por enchentes no RS aumenta para 176
Segurança

(Vídeo) Dono de loja de celulares reage a assalto e deixa criminoso gravemente ferido

Imagens mostram o assaltante entrando na loja armado com uma pistola e anunciando o assalto.
(Vídeo) Dono de loja de celulares reage a assalto e deixa criminoso gravemente ferido
Geral

Pesquisa do IBGE mostra a falta de identificação de ruas e endereços na região

Segundo os dados, Corupá tem 37% dos imóveis sem identificação oficial
Pesquisa do IBGE mostra a falta de identificação de ruas e endereços na região
Geral

Tempo firme e seco dá lugar à instabilidade e chuva no fim de semana em SC

A partir da noite de sábado (15) volta a chover de forma persistente no norte gaúcho, devido a uma frente semi-estacionária que por alguns momentos se aproxima mais do estado catarinense
Tempo firme e seco dá lugar à instabilidade e chuva no fim de semana em SC
Ver mais de Brasil