GNet
STF

TCU manda bloquear bens de construtoras Queiroz Galvão e Iesa

22 Set 2016 - 11h13
O Tribunal de Contas da União (TCU) determinou nesta quarta feira (21) o bloqueio de R$ 960 milhões em bens das construtoras Queiroz Galvão e Iesa, por causa de indícios de superfaturamentos nas obras da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco. O ex-presidente da estatal, José Sérgio Gabrielli, e o ex-diretor Renato Duque também tiveram os bens bloqueados.

O objetivo do bloqueio é ressarcir a Petrobras do prejuízo causado com irregularidades na construção da refinaria.

Em agosto, o TCU havia determinado o bloqueio de R$ 2,1 bilhões da construtora OAS, também pelo prejuízo causado com o superfaturamento de contratos firmados para obras da Refinaria Abreu e Lima.

Mas, no início do mês, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mellodeterminou a liberação dos recursos, justificando que o TCU não tem atribuição jurídica para aplicar a indisponibilidade de bens.

Sobre esse assunto, Zymler disse em seu voto que, segundo a Constituição, empresas ou pessoas particulares que tenham causado um dano ao erário estão sujeitas à jurisdição do TCU, independentemente de ter atuado em conjunto com agente da administração pública.

Em nota, o TCU esclareceu que a decisão de hoje não contraria as decisões de Marco Aurélio, que estão sendo devidamente cumpridas pelo tribunal.

 

As informações são da

Agência Brasil
GNet

Matérias Relacionadas

Economia

SC demanda R$ 18,5 bilhões até 2025 para obras de infraestrutura de transportes

O presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar, disse que Santa Catarina precisa de um planejamento integrado e sistêmico da macrologística para o curto, médio e longo prazos
SC demanda R$ 18,5 bilhões até 2025 para obras de infraestrutura de transportes
Economia

Multinacional catarinense, Bold encerra 2021 com abertura de novas filiais

Como resultado de ações estratégicas, a empresa registra um crescimento próximo aos 40%, em 2021
Multinacional catarinense, Bold encerra 2021 com abertura de novas filiais
Política

Barroso pede manifestação do governo sobre passaporte da vacina

Ação quer tornar obrigatória adoção de recomendações da Anvisa
Barroso pede manifestação do governo sobre passaporte da vacina
Economia

Após fala de Bolsonaro, Petrobras afirma que não há decisão sobre ajustes nos preços de combustíveis

Petrobras publicou uma nota nesta segunda-feira (6)
Após fala de Bolsonaro, Petrobras afirma que não há decisão sobre ajustes nos preços de combustíveis
Ver mais de Brasil