GNet
STF

STF nega pedido de Cunha e mantém presidente de conselho de ética

01 Mar 2016 - 11h09

Para os advogados de Cunha, o deputado José Carlos Araújo não teria imparcialidade para conduzir o procedimento disciplinar. E isso causaria prejuízo irreparável a Eduardo Cunha.


De acordo com o ministro Luís Roberto Barroso, o Supremo não deve interferir nos procedimentos de natureza política. Esse foi o segundo recurso de Eduardo Cunha negado pela Suprema Corte. O primeiro foi pedindo a anulação de todo o processo, que pode resultar na cassação do mandato de Cunha.

Fonte: Agência Brasil

GNet

Matérias Relacionadas

Política

CPI conclui depoimentos e marca para hoje leitura de relatório

Previsão é que o texto seja votado na próxima terça-feira
CPI conclui depoimentos e marca para hoje leitura de relatório
Economia

Ninguém acerta a Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 21 milhões

Próximo sorteio será na quinta-feira
Ninguém acerta a Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 21 milhões
Esportes

CBF libera a presença da torcida visitante em jogos

Comprovante de vacinação e teste são exigências
CBF libera a presença da torcida visitante em jogos
Economia

Dólar aproxima-se de R$ 5,60 com possível criação de Auxílio Brasil

Bolsa caiu 3,28% e fechou no menor nível em 12 dias
Ver mais de Brasil