Mês do Trânsito - Rádio
Desvios

'Sonegômetro' em Brasília mostra evasão de R$ 276 bi desde janeiro

06 Jul 2016 - 12h41
Um “sonegômetro” instalado na manhã desta quarta-feira (6) na área central de Brasília, na altura do Teatro Nacional, mostra que a evasão de impostos já superou R$ 276 bilhões desde o começo do ano. O registro foi feito por volta de 6h30. O painel foi colocado pelo Sindicato Nacional dos Procuradores da Fazenda Nacional (Sinprofaz),ao lado de uma "máquina de lavar" com notas falsas de R$ 100, para denunciar a prática de lavagem de dinheiro.

Segundo o presidente do Sinprofaz, Achilles Frias, o objetivo do painel é alertar para o impacto que a sonegação tem diretamente na vida dos brasileiros. “Esse dinheiro que deixa de ingressar nos cofres públicos vira ‘caixa 2’, e é esse dinheiro que corrompe diversos setores da sociedade e financia campanhas eleitorais”, afirmou.

De acordo com Frias, diversas empreiteiras acusadas pela Operação Lava Jato de cometer desvios são grandes sonegadoras de impostos. Ele disse acreditar que o país não passaria por um ajuste fiscal e não enfrentaria recessão se os R$ 276 bilhões fossem arrecadados corretamente. “Esse valor, por si só, evitaria o déficit primário, estimado em R$ 170 bilhões”, explicou ao G1 o presidente do Sinprofaz.

Os valores apontados pelo “sonegômetro” são calculados com base em estudos internacionais sobre sonegação e leva em conta a particularidade da tributação brasileira. O Sinprofaz – que organiza campanhas do tipo desde 2012 – estima que 80% dos impostos sonegados no país estejam envolvidos com lavagem de dinheiro.

O apelo do sindicato também é por melhora de condições de trabalho. “Hoje a dívida ativa da União é de R$ 1,6 trilhão, mas não conseguimos ir atrás desse dinheiro porque a Procuradoria está sucateada. Não temos estrutura para fazer apoio. É o próprio procurador que tem de fazer a pesquisa de onde está o devedor, qual são os bens dele, por exemplo.”

 

 

G1

Matérias Relacionadas

Saúde

Média de mortes por covid-19 no Brasil cai 10,35% em uma semana

Dados são da Fundação Oswaldo Cruz
Média de mortes por covid-19 no Brasil cai 10,35% em uma semana
Saúde

Doações de órgãos caíram 40% com pandemia

Ministério da Saúde lançou hoje campanha para aumentar doações
Doações de órgãos caíram 40% com pandemia
Geral

Governo libera entrada de estrangeiros em todos os aeroportos do país

Entrada por rodovias e por outros meios terrestres continua restrita
Governo libera entrada de estrangeiros em todos os aeroportos do país
Economia

IBGE: 3,4 milhões estavam afastados do trabalho no início setembro

O motivo foi o isolamento social imposto pela pandemia de covid-19
IBGE: 3,4 milhões estavam afastados do trabalho no início setembro
Ver mais de Brasil