Renda

Remédio e cigarro sobem menos, e inflação da baixa renda desacelera

05 Jul 2016 - 11h25
O Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1), que mede a inflação de famílias de baixa renda, desacelerou de 0,84% em maio para 0,57%, em junho, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV). No primeiro semestre, o indicador acumula alta de 5,28% e, nos últimos 12 meses, de 9,52%.

De maio para junho, a maioria dos tipos de gastos registrou preços menores. A alta de preços relativos a saúde e cuidados pessoais caiu de 1,71% para 0,38%; de despesas diversas, de 4,31% para 0,40%, de habitação, de 1,18% para 0,90%; de vestuário, de 0,48% para 0,33%, e comunicação de 0,22% para 0,18%.

Na contramão, subiram os preços de alimentos, de 0,53% para 0,68%; transportes, de -0,40% para -0,01%, e educação, leitura e recreação, de 0,16% para 0,50%.

A taxa para a baixa renda ficou acima da registrada para o conjunto da população, calculada pelo Índice de Preços ao Consumidor – Brasil (IPC-BR), que atingiu 0,26% em junho e 8,54%, nos últimos 12 meses.

Veja a variação de preços de alguns itens:
Arroz e feijão (de 2,84% para 15,14%)
Tarifa de ônibus urbano (de -0,37% para 0,37%)
Passagem aérea (de -4,86% para 8,18%)
Medicamentos em geral (fr 2,94% para 0,16%)
Cigarros (de 8,63% para -0,04%)
Tarifa de eletricidade residencial (de 3,26% para 0,97%)
Roupas (de 0,60% para -0,06%)
Tarifa de telefone móvel (de 0,50% para 0,20%).

 

 

G1

Matérias Relacionadas

Economia

Caixa libera saque da 2ª parcela de auxílio para nascidos em maio

Mais de 50 bancos participam da operação de pagamento
Caixa libera saque da 2ª parcela de auxílio para nascidos em maio
Política

Bolsonaro nomeia coronel para Secretaria Executiva da Saúde

Antonio Elcio Franco Filho foi nomeado hoje
Saúde

Qualidade do sono pode ajudar no combate à covid-19

Boa noite de sono auxilia no fortalecimento do sistema imunológico
Qualidade do sono pode ajudar no combate à covid-19
Saúde

Covid-19: Brasil tem 584.016 casos confirmados e 32.548 mortes

Pará supera Amazonas no número de casos confirmados de covid-19
Covid-19: Brasil tem 584.016 casos confirmados e 32.548 mortes
Ver mais de Brasil