Covid - 19
Temer

Reajustes de Temer ao funcionalismo aumentam pressão de outras carreiras

14 Nov 2016 - 12h09
Em meio à polêmica tentativa de limitar os gastos da União pelas próximas duas décadas, o governo Michel Temer deve conceder novos reajustes a servidores federais até o fim do ano. A divergência entre o discurso de ajuste fiscal e a abertura dos cofres públicos para categorias específicas tem mobilizado servidores que ainda não foram contemplados com reajustes, que prometem pressionar o Palácio do Planalto nos próximos meses.

Temer assumiu interinamente a Presidência em 12 de maio, quando o Senado decidiu afastar Dilma Rousseff temporariamente do comando do país para julgá-la por crime de responsabilidade no processo de impeachment. Em 31 de agosto, ele foi efetivado no cargo depois que a petista foi destituída do Planalto.

 

G1

Matérias Relacionadas

Geral

Junho registra mais de 653 mil pedidos de seguro-desemprego

Resultado representa queda de 32% na comparação com maio
Junho registra mais de 653 mil pedidos de seguro-desemprego
Saúde

Governo do Rio vai multar em R$ 106 pessoas sem máscaras

Multa chegará a R$ 700 no caso de pessoas jurídicas
Governo do Rio vai multar em R$ 106 pessoas sem máscaras
Política

Mulher de Queiroz volta para casa e cumprirá prisão domiciliar

Por decisão judicial, Márcia Aguiar usará tornozeleira eletrônica
Mulher de Queiroz volta para casa e cumprirá prisão domiciliar
Economia

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio estimado em R$ 40 milhões

Apostas podem ser feitas até as 19horas
Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio estimado em R$ 40 milhões
Ver mais de Brasil