GNet
rio-2016

Rafaela Silva dá ao Brasil sua primeira medalha de ouro na Rio-2016

08 Ago 2016 - 20h57
Rafaela Silva dá ao Brasil sua primeira medalha de ouro na Rio-2016 -


Rafaela Silva é a nova campeã dos leves (57kg) do judô, após bater a mongol Sumiya Dorjsuren, atual líder do ranking mundial.


Com sua família e amigos nas arquibancadas, Rafaela cresceu com a vibração do público e reverteu um histórico incomodo: em cinco lutas contra a asiática, tinha vencido apenas uma vez, no ano passado.

Aos 26 anos, Rafaela saiu da Cidade de Deus, a comunidade carente e violenta que ficou famosa com o filme de Fernando Meireles, para se tornar a melhor judoca que o Brasil já teve. Em 2013, ela foi campeã mundial, também em sua casa, no Rio de Janeiro. Nenhum outro judoca do país tem títulos olímpicos e mundiais. Sarah Menezes, Aurélio Miguel e Henrique Guimarães têm ouros olímpicos, mas nunca venceram Mundiais. João Derly (duas vezes), Tiago Camilo, Luciano Correa e Mayra Aguiar tem o Mundial, mas não o ouro olímpico.

A história da judoca começou em uma academia montada em sua rua, quando tinha oito anos e seus pais buscavam uma atividade para acalmar a menina brigona. O destino fez com que Geraldo Bernardes, o técnico de Flavio Canto, medalhista de bronze dos Jogos de Atenas-2004, se interesse pela garota. Ela foi treinar no Instituto Reação, que Bernardes e Canto criaram para ensinar judô em comunidades carentes.


Em 2008 o trabalho já dava resultado, com o título mundial sub-20. Em 2009, foi a melhor brasileira no Mundial de Roterdã, com um quinto lugar. Em Londres-2012, porém, ela quase deixou o esporte. Eliminada por tentar um golpe ilegal, ela foi bombardeada com mensagens racistas em redes sociais. Reagiu. Quando chegou no Brasil, queria abandonar o esporte.

A família, Bernardes, Canto e uma psicóloga não deixaram. No ano seguinte, ela já era campeã mundial e líder do ranking da Federação Internacional de Judô. Nos últimos três anos, subiu ao pódio em quase todos os torneios que disputou. A primeira medalha do judô na Rio-2016 não poderia vir de uma candidata melhor.

Fonte: UOL

GNet

Matérias Relacionadas

Saúde

STF suspende julgamento que proíbe demissão de não vacinados

A análise da portaria foi iniciada ontem em plenário virtual
STF suspende julgamento que proíbe demissão de não vacinados
Saúde

Rio Grande do Sul confirma caso de infecção pela variante Ômicron

Mulher voltou de viagem à África do Sul na semana passada
Rio Grande do Sul confirma caso de infecção pela variante Ômicron
Geral

WEG fornece Powertrain para ônibus elétrico da Marcopolo

Fabricação do ônibus Attivi reforça a capacidade da indústria nacional em transformar o Brasil em um player global de veículos de transporte urbano elétricos
WEG fornece Powertrain para ônibus elétrico da Marcopolo
Segurança

Criança pede socorro em prova: 'meu pai bate na minha mãe'

Menina de 13 anos que escreveu o pedido de ajuda está em um abrigo sob responsabilidade do Conselho Tutelar, junto com os três irmãos.
Criança pede socorro em prova: 'meu pai bate na minha mãe'
Ver mais de Brasil