Imobiliária Coralli
Inflação

Preço do 'arroz e feijão' sobe menos e inflação da baixa renda perde força

05 Set 2016 - 11h43
A inflação da baixa renda perdeu força de julho para agosto, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV). O Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1) ficou em 0,20%, depois de avançar 0,34% no mês anterior.

No ano, o indicador acumula alta de 5,85% e de 9,29% nos últimos 12 meses.

De um mês para o outro, registraram taxas menores os grupos de gastos com alimentação (de 0,66% para 0,39%), saúde e cuidados pessoais (de 0,77% para 0,39%), vestuário (de 0,20% para -0,13%), educação, leitura e recreação (de 0,71% para 0,27%) e despesas diversas (de 0,06% para -0,04%).

Na contramão, subiram ainda mais os preços de transportes (de -0,06% para 0,20%) e comunicação (de -0,15% para 0,05%). Já o grupo habitação não registrou variação pelo segundo mês consecutivo.

A taxa para a baixa renda ficou abaixo da registrada para o conjunto da população, calculada pelo Índice de Preços ao Consumidor – Brasil (IPC-BR), que atingiu 0,32% em agosto e 8,48%, nos últimos 12 meses.

Veja a variação de preços de alguns itens:
Arroz e feijão (de 12,99% para 1,26%)
Artigos de higiene e cuidado pessoal (de 2,17% para 0,89%)
Calçados (de 0,12% para -0,50%)
Passagem aérea (de 2,97% para -5,71%)
Bilhete lotérico (de 15,44% para 0,00%)
Tarifa de ônibus urbano (de -0,37% para 0,43%)
Tarifa de telefone móvel (-0,26% para 0,29%)
Tarifa de eletricidade residencial (de -1,93% para -1,37%)
Eletrodomésticos e equipamentos (0,64% para 0,04%)

 

Informações do G1

Matérias Relacionadas

Economia

Confiança do comércio volta ao patamar de otimismo após 6 meses

No comparativo anual, a queda foi de 15,1%
Confiança do comércio volta ao patamar de otimismo após 6 meses
Política

Bolsonaro faz mudança em cargos do gabinete pessoal e Secretaria-Geral

Decretos foram publicados hoje no Diário Oficial
Bolsonaro faz mudança em cargos do gabinete pessoal e Secretaria-Geral
Economia

BC aprova 762 instituições para ofertar o Pix a partir de novembro

Bancos, financeiras, fintechs poderão oferecer novo sistema
BC aprova 762 instituições para ofertar o Pix a partir de novembro
Economia

Caixa libera saques do auxílio para 3,8 milhões de beneficiários

Também foi liberada parcela para beneficiários do Bolsa Família
Caixa libera saques do auxílio para 3,8 milhões de beneficiários
Ver mais de Brasil