Imobiliária Coralli
Senado

Plenário do Senado vai discutir amanhã impeachment de Dilma

08 Ago 2016 - 12h13
O plenário do Senado decide na terça-feira, 9, a partir das 9 horas, se dá andamento ao processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff. A expectativa é de que a sessão dure até 30 horas. Será comandada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, que na última quinta-feira definiu, em reunião com líderes na Casa, 24 pontos que vão orientar a sessão de pronúncia.

O primeiro a falar será o relator Antonio Anastasia (PSDB-MG). Seu relatório foi aprovado na Comissão Especial do Impeachment por 14 votos a 5.

Em seguida, será aberta a fase de discussões, em que todos os 81 senadores podem falar, cada um por até dez minutos. Por último, acusação e defesa têm 30 minutos cada para se posicionar. A votação será por meio eletrônico. É necessária maioria simples dos presentes para aprovar o relatório.

Na Esplanada dos Ministérios deve ser montada uma grade para separar manifestantes pró e contra o impeachment. Segundo a Secretaria da Segurança Pública do Distrito Federal, haverá reforço no policiamento. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Matérias Relacionadas

Esportes

Liga Nacional de Futsal: Fase de grupos se afunila

Na última semana, times confirmaram a boa fase, outros tropeçaram, alguns conseguiram se recuperar e há ainda quem, mesmo que a matemática não indique, poderá se classificar.
Liga Nacional de Futsal: Fase de grupos se afunila
Esportes

Jaraguá empata com o Pato na Arena pela Liga Nacional

Os dois times que somam seis títulos acabaram empatados em 2 a 2
Jaraguá empata com o Pato na Arena pela Liga Nacional
Segurança

Criminosos sequestram trem na zona norte do Rio de Janeiro

O sequestro aconteceu durante operação da PM
Criminosos sequestram trem na zona norte do Rio de Janeiro
Esportes

Flamengo goleia Corinthians no Itaquerão, com vitória de 5 a 1

Líder do G4 será definido nesta segunda, quando termina a rodada
Flamengo goleia Corinthians no Itaquerão, com vitória de 5 a 1
Ver mais de Brasil