Operação

PF investiga desvio de recursos em confederações esportivas

24 Ago 2016 - 12h48
A Polícia Federal realiza, na manhã desta quarta-feira (24), uma operação para desarticular uma quadrilha responsável por fraudes em licitações e desvios de recursos públicos concedidos pelo Ministério do Esporte, por meio de convênios, a diversas confederações esportivas. A ação, batizada como Nemeus, é feita em conjunto com o Ministério Público Federal e a Controladoria Geral da União a Operação Nemeus.

Os policiais cumprem 16 mandados judiciais nas cidades do Rio de Janeiro, Belo Horizonte,Manaus e Caxias do Sul, em escritórios e residências de pessoas suspeitas de integrarem a quadrilha.

Na cidade do Rio, estão sendo cumpridos oito mandados de busca e apreensão, 4 conduções coercitivas, um mandado de prisão preventiva e uma notificação judicial de afastamento do presidente da Confederação de Taekwondo por ligação de empresas ligadas às fraudes. Diligências também estão sendo realizadas nas confederações brasileiras de Tiro Esportivo e de Taekwondo, além de buscas em empresas ligadas às fraudes.

O nome da operação, Nemeus, é em alusão aos Jogos Nemeus, disputados na Grécia antiga e dedicados a Zeus.

 

Com informações do G1

Matérias Relacionadas

Saúde

Anvisa autoriza testes para outra vacina contra covid-19

Medicamento será o segundo do tipo a ser testado no Brasil
Anvisa autoriza testes para outra vacina contra covid-19
Geral

Mega-Sena acumula e próximo sorteio deve pagar R$ 33 milhões

A quina teve 75 apostas vencedoras cada uma receberá R$ 36.939,97
Mega-Sena acumula e próximo sorteio deve pagar R$ 33 milhões
Economia

IBGE mostra 83,5 milhões de ocupados na segunda semana de junho

Resultado aponta estabilidade ante a semana anterior
IBGE mostra 83,5 milhões de ocupados na segunda semana de junho
Geral

Governo destinará R$ 500 milhões para proteger mata nativa da Amazônia

Programa Floresta+ começa com projeto-piloto no Norte do país
Governo destinará R$ 500 milhões para proteger mata nativa da Amazônia
Ver mais de Brasil