Imobiliária Coralli
Dilma Rousseff

Para aliados e adversários, Dilma Rousseff não conseguiu reverter votos

30 Ago 2016 - 11h03
Em uma sessão que durou mais de 14 horas, a presidente afastada, Dilma Rousseff, fez, nesta segunda-feira, seu último discurso antes do julgamento final do impeachment e, possivelmente, também sua derradeira fala como presidente da República. Com um tom emotivo e com forte teor político, o discurso de Dilma foi elogiado por alguns senadores que ainda resistiam em declarar seus votos publicamente, mas, no próprio PT, a avaliação era que não funcionaria para alterar o resultado da votação desta terça-feira.

Ainda assim, dois senadores anunciaram que votarão contra o impeachment. Telmário Motta (PDT-RR) e Otto Alencar (PSD-BA) ainda não haviam revelado como se posicionariam. Com isso, são 20 os senadores que declararam voto contra a saída definitiva da presidente afastada. A tendência, segundo o presidente do Senado, Renan Calheiros, é que a votação seja definida na madrugada de quarta-feira. As informações são do jornal O Globo.

Matérias Relacionadas

Esportes

Jaraguá e Tubarão empatam no clássico catarinense

Empate mantém a equipe do Tubarão na liderança do Grupo C, enquanto o Jaraguá sobe para o quinto lugar.
Jaraguá e Tubarão empatam no clássico catarinense
Educação

Correios e MEC preparam a entrega de 197 milhões de livros didáticos

Serão entregues 197 milhões de livros em municípios de todo o país
Correios e MEC preparam a entrega de 197 milhões de livros didáticos
Geral

Huawei avança em energia solar no Brasil e mira em baterias

A empresa é alvo de polêmicas relacionadas à tecnologia 5G
Huawei avança em energia solar no Brasil e mira em baterias
Economia

IBGE: número de desempregados chega a 13,5 milhões em setembro

Aumento foi de 4,3% no mês e de 33,1% desde maio, mostra pesquisa
IBGE: número de desempregados chega a 13,5 milhões em setembro
Ver mais de Brasil