Imobiliária Coralli
Palocci

‘Palocci solicitou R$ 15 milhões para Delfim Netto’ em Belo Monte, diz empreiteiro

28 Jun 2016 - 11h37
O empresário Otávio Marques Azevedo, presidente afastado da Andrade Gutierrez, afirmou em sua delação premiada, que o ex-ministro da Antonio Palocci (Fazenda e Casa Civil) cobrou o repasse de R$ 15 milhões, referentes aos contrato de na construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, para economista Defim Netto – ex-ministro da Fazenda na ditadura e um dos principais conselheiros do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Parte dos valores teria sido repassado ao PT via doações oficiais nas campanhas de 2010, 2012 e 2014.

Palocci foi ministro da Casa Civil do governo da presidente afastada Dilma Rousseff e um dos principais responsáveis por sua campanha em 2010. Outros delatores da Lava Jato haviam revelado sua suposta participação em propinas. Por meio de sua defesa, ele afirmou, em outra ocasião, que “jamais solicitou de quem quer que seja dinheiro ilícito”.

 

O Estadão

Matérias Relacionadas

Economia

União libera R$ 5 bi para financiar MEI, micro e pequena empresa

Programa integra pacote de auxílio durante pandemia da covid-19
União libera R$ 5 bi para financiar MEI, micro e pequena empresa
Economia

Mercado financeiro aumenta projeção da inflação para 2,05%

Previsão para a cotação do dólar oficial permanece em R$ 5,25
Mercado financeiro aumenta projeção da inflação para 2,05%
Economia

Caixa paga hoje auxílio emergencial para 9,4 milhões de trabalhadores

Para o Bolsa Família serão destinados R$ 427,6 milhões
Caixa paga hoje auxílio emergencial para 9,4 milhões de trabalhadores
Saúde

Brasil confirma 14.318 casos de covid-19 nas últimas 24 horas

No mesmo período, foram confirmadas mais 335 mortes
Brasil confirma 14.318 casos de covid-19 nas últimas 24 horas
Ver mais de Brasil