CMJS - Novembro
Palocci

‘Palocci solicitou R$ 15 milhões para Delfim Netto’ em Belo Monte, diz empreiteiro

28 Jun 2016 - 11h37
O empresário Otávio Marques Azevedo, presidente afastado da Andrade Gutierrez, afirmou em sua delação premiada, que o ex-ministro da Antonio Palocci (Fazenda e Casa Civil) cobrou o repasse de R$ 15 milhões, referentes aos contrato de na construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, para economista Defim Netto – ex-ministro da Fazenda na ditadura e um dos principais conselheiros do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Parte dos valores teria sido repassado ao PT via doações oficiais nas campanhas de 2010, 2012 e 2014.

Palocci foi ministro da Casa Civil do governo da presidente afastada Dilma Rousseff e um dos principais responsáveis por sua campanha em 2010. Outros delatores da Lava Jato haviam revelado sua suposta participação em propinas. Por meio de sua defesa, ele afirmou, em outra ocasião, que “jamais solicitou de quem quer que seja dinheiro ilícito”.

 

O Estadão

Matérias Relacionadas

Economia

Atividade econômica cresce 0,91% no terceiro trimestre

IBC-Br avalia atividade econômica e influencia decisões sobre Selic
Atividade econômica cresce 0,91% no terceiro trimestre
Educação

Mais de 95% das crianças brasileiras frequentam escola, diz pesquisa

O levantamento aponta que 95,3% das crianças e adolescentes entre 4 e 17 anos frequentam regularmente a escola
Mais de 95% das crianças brasileiras frequentam escola, diz pesquisa
Saúde

SUS pretende usar inteligência artificial para agilizar atendimentos

De acordo com o ministério, dados como vacinação, procedimentos cirúrgicos, exames, consultas regulares e medicamentos receitados constarão na ficha médica do paciente
SUS pretende usar inteligência artificial para agilizar atendimentos
Brasil

Planta unha-de-gato pode combater tumores, descobrem cientistas brasileiros

A planta está na lista medicinal do SUS há mais de 10 anos
Planta unha-de-gato pode combater tumores, descobrem cientistas brasileiros
Ver mais de Brasil