Pesquisa

País fecha quase 34 mil vagas formais em agosto, mas desemprego desacelera

26 Set 2016 - 11h23
Em agosto, 33.953 vagas formais foram fechadas no país, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados hoje (23) pelo Ministério do Trabalho. Trata-se do 17° resultado negativo consecutivo. No entanto, a queda no emprego desacelerou na comparação com agosto de 2015, quando foram fechados 86.543 postos formais, 64,5% a mais do que no mês passado.

No acumulado do ano, o Caged contabiliza 651.288 vagas fechadas. O resultado é o pior para o período desde o início da série histórica, em 2002.

Os setores que tiveram as maiores perdas de vagas formais foram construção civil (-22.113 postos), agricultura (-15.436) e serviços (-3.014 postos).

Indústria da transformação

Segundo a pesquisa, três setores da atividade econômica tiveram saldo positivo de geração de postos de trabalho em agosto. São eles a indústria da transformação, com criação de 6.294 vagas; o comércio, com 888 novos postos, e o setor de extração mineral, com 366 vagas.

As perdas mais significativas de vagas foram registradas no Rio de Janeiro (-28.321 vagas), em Minas Gerais (-13.121) e no Espírito Santo (-4.862).

Por outro lado, o emprego formal teve resultado positivo em 13 estados brasileiros, entre eles Pernambuco (9.035 novas vagas), Paraíba (5.905), Alagoas (4.099) e Santa Catarina (3.014).

 

As informações são da

Agência Brasil

Matérias Relacionadas

Economia

Entrega do Imposto de Renda com atraso tem multa a partir de hoje

Receita Federal recebeu 31.980.151 declarações
Entrega do Imposto de Renda com atraso tem multa a partir de hoje
Educação

Inscritos no Enem querem prova em maio de 2021

Inep fez enquete para escolha de data de aplicação da prova
Inscritos no Enem querem prova em maio de 2021
Política

Câmara pode votar hoje proposta que adia eleições deste ano

PEC foi aprovada na semana passada no Senado
Câmara pode votar hoje proposta que adia eleições deste ano
Geral

Senado aprova projeto de combate a notícias falsas

O texto segue para a Câmara dos Deputados.
Ver mais de Brasil