Imobiliária Coralli
Brasil

OCDE prevê queda de 3,3% do PIB brasileiro

21 Set 2016 - 11h53
A Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) se mostrou menos pessimista sobre a recessão no Brasil e prevê uma queda do PIB de 3,3% em 2016. A estimativa anterior, anunciada em junho, era de um recuo de 4,3%. Para 2017, a organização projeta uma queda de 0,3%.

Já o PIB mundial crescerá 2,9% em 2016, 0,1% a menos que nas previsões de junho, de acordo com a OCDE, que considera que a economia "permanece atrelada a um crescimento frágil".

A previsão é similar a dos economistas do mercado financeiro brasileiro. De acordo com a pesquisa Focus, do Banco Central, mais recente, o PIB deve encerrar 2016 com um encolhimento de 3,15%.

Com a previsão de um novo "encolhimento" do PIB neste ano, essa também será a primeira vez que o país registra dois anos seguidos de queda no nível de atividade da economia – a série histórica oficial, do IBGE, tem início em 1948. No ano passado, o recuo foi de 3,8%, o maior em 25 anos.

Para o comportamento do Produto Interno Bruto em 2017, os economistas das instituições financeiras elevaram sua previsão de uma alta de 1,30% para um crescimento de 1,36%, informou o BC.

 

As informações são do

Site G1

Matérias Relacionadas

Educação

Correios e MEC preparam a entrega de 197 milhões de livros didáticos

Serão entregues 197 milhões de livros em municípios de todo o país
Correios e MEC preparam a entrega de 197 milhões de livros didáticos
Geral

Huawei avança em energia solar no Brasil e mira em baterias

A empresa é alvo de polêmicas relacionadas à tecnologia 5G
Huawei avança em energia solar no Brasil e mira em baterias
Economia

IBGE: número de desempregados chega a 13,5 milhões em setembro

Aumento foi de 4,3% no mês e de 33,1% desde maio, mostra pesquisa
IBGE: número de desempregados chega a 13,5 milhões em setembro
Esportes

Para além do videogame: futebol inspira desenvolvedores de jogos de cassino e vira tema de caça-níqueis

Ver mais de Brasil