Caraguá
Operação Lava Jato

OAB cobra da presidente do STF definição sobre futuro da Lava Jato

24 Jan 2017 - 11h11
OAB cobra da presidente do STF definição sobre futuro da Lava Jato -

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Cláudio Lamachia, divulgou uma nota cobrando da presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, a imediata definição do futuro da Operação Lava Jato.

A OAB afirma que não é razoável que, em situação excepcional, se aguarde o fim do recesso do Judiciário, que vai até o dia 1 de fevereiro, para tomar uma decisão sobre os rumos da Lava Jato.


Na nota da OAB, o presidente Cláudio Lamachia diz que Cármen Lúcia deve decidir logo sobre a homologação ou não das delações premiadas, antes mesmo da definição do novo relator da investigação. A OAB comenta que a interrupção dos trabalhos seria um desserviço que desmerece a memória do ministro Teori Zavaski.

O ministro era o relator da Lava Jato para pessoas com foro privilegiado. Teori estava prestes a homologar ou não a deleção de 77 executivos da empreiteira Odebrecht, que citam políticos suspeitos de receberem recursos de origem ilícita.

FONTE: EBC BRASIL

Matérias Relacionadas

Geral

Ambev confirma que vai aumentar preço da cerveja em outubro

Prepare o bolso. cervejaria Ambev vai aumentar o preço das cervejas a partir deste sábado (2)
Ambev confirma que vai aumentar preço da cerveja em outubro
Saúde

Saúde Ministério da Saúde orienta dose de reforço em idosos acima de 60 anos

Anúncio foi feito pelo ministro Marcelo Queiroga pelas redes sociais
Saúde
Ministério da Saúde orienta dose de reforço em idosos acima de 60 anos
Economia

WEG anuncia parceria com a Peugeot para venda de estações de recarga para veículos elétricos

O anúncio foi oficializado durante o lançamento do novo veículo elétrico da Peugeot
WEG anuncia parceria com a Peugeot para venda de estações de recarga para veículos elétricos
Economia

Petrobras é responsável por 34% do total do preço da gasolina

Não há mudança na política de preços da empresa, diz presidente
Petrobras é responsável por 34% do total do preço da gasolina
Ver mais de Brasil