transito
Brasil

No Municipal, celular virou meio de divulgação

07 Out 2018 - 10h30
À medida em que a Sinfonia nº 9 de Mahler se encaminha para o final, a música vai morrendo aos poucos até sumir por completo, substituída por um silêncio dilacerante - a não ser, claro, que neste momento um celular comece a tocar. Foi o que houve, há algumas temporadas, em um concerto da Filarmônica de Nova York.

O caso - e a bronca na plateia dada pelo maestro Alan Gilbert - ganhou tanta repercussão que o dono do celular chegou a dar uma entrevista ao New York Times, dizendo que a culpa o fez ficar duas noites sem dormir. Pudera. No mundo da música clássica, barulhos não costumam ser bem-vistos. Ainda mais de celulares - problema para o qual salas de concertos têm buscado encontrar soluções, em alguns casos utilizando os aparelhos como ferramenta de divulgação.

Na Sala São Paulo, os programas de concertos costumam trazer regras de comportamento que incluem o ato de desligar o celular. E quem insiste em mexer nos aparelhos durante concertos são abordados discretamente pelos funcionários. Já no Teatro Municipal e no Teatro São Pedro, os funcionários carregam um apontador luminoso, que é direcionado àqueles que sacam seus telefones.

O Municipal, no entanto, resolveu usar a seu favor o desejo das pessoas de registrar as apresentações a que assistem. O teatro criou o Bis no Municipal: em todas as apresentações, durante o bis, é permitido fotografar e filmar e o público é convidado a postar as imagens em suas redes sociais com a hashtag #bisnomunicipal.

"As pessoas têm vontade de usar os celulares para mostrar onde vão. Criamos o Bis no Municipal para que elas possam se concentrar durante o concerto e, depois, fotografar e filmar à vontade", diz o secretário municipal de Cultura André Sturm. "De um lado, resolvemos esse problema e ainda ganhamos divulgação para o teatro. Fizemos buscas nas redes sociais antes e depois que começamos a fazer esta ação e notamos a diferença em termos de exposição. Passamos a ter milhares de inserções."

O celular, nesse sentido, não precisa ser um vilão. O Instituto Baccarelli, por exemplo, iniciou este ano uma parceria com o site Catraca Livre para transmitir ao vivo pelo Facebook as apresentações de seus grupos. "Os smartphones representam uma ponte para um público erroneamente rotulado como avesso à música de concerto", diz Edmilson Venturelli, um dos diretores do instituto. "Esse projeto tem feito com que nossas apresentações sejam vistas por milhares de pessoas. E outra coisa fantástica é possibilidade de interação com o público em tempo real, pois os concertos são comentados por experts da área."


As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Matérias Relacionadas

Geral

Tempo firme e seco dá lugar à instabilidade e chuva no fim de semana em SC

A partir da noite de sábado (15) volta a chover de forma persistente no norte gaúcho, devido a uma frente semi-estacionária que por alguns momentos se aproxima mais do estado catarinense
Tempo firme e seco dá lugar à instabilidade e chuva no fim de semana em SC
Geral

Volta do nome do município e estado nas placas de veículos é aprovada no Senado

Projeto é de autoria do senador Catarinense, Esperidião Amin (PP-SC)
Volta do nome do município e estado nas placas de veículos é aprovada no Senado
Esportes

Ingressos para amistosos da seleção brasileira de vôlei na Arena Jaraguá estão à venda

A compra deve ser feita exclusivamente no site Ingresso de Vantagens. O Brasil enfrenta a Argentina dia 19 e o Chile, dia 20
Ingressos para amistosos da seleção brasileira de vôlei na Arena Jaraguá estão à venda
Educação

Estudantes têm até esta sexta-feira para se inscrever no Enem

Inscrições devem ser feitas na Página do Participante
Estudantes têm até esta sexta-feira para se inscrever no Enem
Ver mais de Brasil