GNet
IBGE

Mulheres recebem 74% do salário dos homens, segundo IBGE

16 Nov 2015 - 11h39

O levantamento mostrou que, em 2014, as mulheres receberam em média 74,5% da renda dos homens, e em 2013, o número era de 73,5%. De acordo com o PNAD, o rendimento médio dos homens de 15 anos ou mais foi R$ 987 mil. Já o das mulheres da mesma faixa etária foi de R$ 480 mil.


Em Roraima, a desigualdade entre rendas foi menor, e as mulheres receberam quase 89% do rendimento de trabalho dos homens. E a maior diferença entre os salários foi encontrada no Mato Grosso do Sul, onde o salário das mulheres equivaleu a 65% do recebido pelos homens. O maior crescimento da renda média dos homens aconteceu no Acre, onde os homens passaram a receber 11% a mais de 2013 para 2014. De R$ 140 mil para R$ 600 mil.

Já a renda das mulheres cresceu mais no estado do Espírito Santo. De mil e 300 passaram para R$ 426 mil, um aumento de quase 9%. No Índice de Gini, que mede o nível de desigualdade no país, a conclusão foi que: a distribuição do rendimento médio de todos os trabalhos foi mais desigual entre os homens que entre as mulheres. Os maiores índices de centralização de renda entre homens ocupados foram encontrados no Piauí e no Distrito Federal. E os menores, em Santa Catarina e no Amapá. Além disso, a pesquisa mostrou que haviam mais mulheres ocupadas sem rendimento ou recebendo apenas benefícios do que homens.

Fonte: Agência do Rádio

GNet

Matérias Relacionadas

Segurança

Zé Trovão se apresenta à Polícia Federal em Joinville

Caminhoneiro estava foragido desde agosto
Zé Trovão se apresenta à Polícia Federal em Joinville
Economia

Lunelli alcança marca histórica de R$ 1 bilhão de faturamento

Com 4,6 mil colaboradores, a Lunelli possui unidades em Santa Catarina, São Paulo, Ceará e também no Paraguai
Lunelli alcança marca histórica de R$ 1 bilhão de faturamento
Economia

Ministro diz que privatização da Petrobras ampliaria investimentos

Paulo Guedes fez declaração em evento com presidente Bolsonaro
Ministro diz que privatização da Petrobras ampliaria investimentos
Economia

Falta de material e custos impactam a indústria da construção

Situação persiste pelo quinto trimestre seguido
Falta de material e custos impactam a indústria da construção
Ver mais de Brasil