caragua
caragua mobile
Temer

Moro acata pedido para que Temer e Lula sejam testemunhas de defesa de Cunha

08 Nov 2016 - 10h34
O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas ações da Lava Jato na primeira instância, deferiu o pedido da defesa do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para que o presidente Michel Temer e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sejam testemunhas do ex-parlamentar.

No despacho, Moro diz que Temer poderá optar por ser ouvido em audiência ou responder às questões do tribunal por escrito, conforme prevê o Código Processual Penal. De acordo com o Artigo 221 do código, o presidente da República, ministros e outras autoridades podem marcar previamente local da audiência ou responder aos questionamentos por escrito.

Já o ex-presidente Lula deverá ser ouvido na Justiça Federal de São Bernardo do Campo, em São Paulo, cidade onde mora. O prazo indicado por Moro é de 30 dias, “preferencialmente por videoconferência”.

 

Agência Brasil
caragua mobile

Matérias Relacionadas

Educação

Inscrições gratuitas para Prouni de 2024 terminam nesta sexta-feira

Programa oferece mais de 243 mil bolsas em faculdades privadas
Inscrições gratuitas para Prouni de 2024 terminam nesta sexta-feira
Geral

Aposentados poderão comprar passagem aérea por até R$ 200 cada trecho

Governo lançou nesta quarta-feira o programa Voa Brasil
Aposentados poderão comprar passagem aérea por até R$ 200 cada trecho
Geral

Apesar da alta dos preços, acesso a dieta saudável cresce no Brasil

Custo diário passou US$ 3,22 para US$ 4,25 entre 2017 e 2022
Apesar da alta dos preços, acesso a dieta saudável cresce no Brasil
Política

TSE cancela envio de servidores para acompanhar eleição na Venezuela

Medida ocorre após Maduro afirmar que eleição no Brasil não é auditada
TSE cancela envio de servidores para acompanhar eleição na Venezuela
Ver mais de Brasil