Premix Concreto
Recuperação

Montadoras esboçam recuperação

14 Jul 2016 - 11h44
Ainda distante do ideal, a indústria automotiva começa a dar os primeiros sinais de melhora do ritmo da produção depois de tantos tombos.´De acordo com a Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), foram vendidas 171,8 mil unidades no país em junho, o que representou aumento de 2,6 % frente as 167,5 mil unidades comercializadas em maio.

A reação, segundo a entidade, aponta estabilidade e, portanto, está longe de ser entendida, a rigor, como recuperação propriamente dita. No primeiro semestre, houve queda de 25,4% no licenciamento de veículos novos, sendo 983,5 mil unidades, ante 1,32 milhão no mesmo período de 2015. Estratégias estão sendo discutidas pelas empresas do setor para uma retomada, mas a Anfavea reconhece que não há milagres.

Uma das preocupações que rondam as empresas é com a inadimplência nos financiamentos de veículos. A despeito das vendas desaquecidas, houve aumento no percentual de motoristas com contas em atraso. Dados divulgados pela Anfavea em maio indicam que a inadimplência de pessoas físicas relativa à compra de veículos novos e usados estava em 4,67%.

Em 2015, a taxa era de 3,91%. Atualmente, de acordo com o presidente da Anfavea, Antonio Megale, que esteve ontem em Belo Horizonte, uma pessoa que financia um veículo e não cumpre com o compromisso financeiro tem a possibilidade até mesmo de vender o carro, já que pode ficar carregar a dívida por dois anos.

 

 

Fonte - Estado de Minas

Matérias Relacionadas

Segurança

PRF confirma 10 mortes em acidente com ônibus em Minas Gerais

Segundo a PRF, o ônibus tem placa de Alagoas, mas ainda não se sabe a origem, nem o destino da viagem.
Geral

Em live, Bolsonaro pede que população economize energia elétrica

Presidente alertou sobre baixo nível de reservatórios
Em live, Bolsonaro pede que população economize energia elétrica
Economia

PIB cresce 7,7% do segundo para o terceiro trimestre, diz IBGE

Apesar do crescimento, economia não recuperou perdas da pandemia
Saúde

Câmara aprova MP que destina R$ 1,995 bi para compra de vacina

Texto segue para votação no Senado
Câmara aprova MP que destina R$ 1,995 bi para compra de vacina
Ver mais de Brasil