Imobiliária Coralli
Olimpíada

Michael Phelps avança nos 100 m borboleta e brasileiros são eliminados

11 Ago 2016 - 20h15
A torcida vibrou mais com Phelps do que com qualquer brasileiro - na ida ao bloco, o público se levantou e empunhou as câmeras para registros. A lenda do esporte, no entanto, deu um susto: na virada dos 50 m, era apenas o 6º colocado, depois de largada ruim. Ele apertou o ritmo no trecho final e foi o segundo de sua bateria, com tempo de 51s60, o quarto melhor entre todos os competidores.

O líder geral foi o atleta de Singapura, Joseph Schooling (51s41). Postulante à briga pelo ouro com Phelps, o húngaro Laszlo Cseh foi vice, com 51s52. Vale lembrar que Michael Phelps é atual campeão olímpico da prova, recordista mundial (49s82) e olímpico (50s58). A semi está marcada para as 23h35.

Marcos Macedo foi o lanterna de sua bateria, a terceira, com 53s87. Henrique Martins, também nesta série, marcou 52s42, pouco melhor, mas ainda insuficiente.

"Nem quando eu estava cursando medicina, conciliando as duas coisas, fiz uma prova tão ruim. Peço desculpa a todo mundo que torceu por mim. Não sei como é possível nadar tão pior assim", lamentou Macedo, ao SporTV, na saída da piscina. "Fiz uma prova péssima. Muito ruim", reforçou.

Phelps, de 31 anos, já admitiu que esta edição olímpica tem sido a mais "dolorosa" de sua carreira. O atleta já conquistou três medalhas de ouro no Brasil: dos revezamentos 4x100 m e 4x200 m e dos 200 m borboleta. Ainda nesta quinta, em prova programada para as 23h, decidirá os 200 m medley.

Matérias Relacionadas

Geral

Meu Plano D oferece cursos gratuitos para quem deseja empreender no segmento de doces

Os conteúdos são aplicados por confeiteiros e consultores de negócios, de maneira didática, com videoaulas, e-books e certificado de formação
Meu Plano D oferece cursos gratuitos para quem deseja empreender no segmento de doces
Saúde

IBGE: obesidade mais do que dobra na população com mais de 20 anos

Resultados são da Pesquisa Nacional de Saúde 2019
IBGE: obesidade mais do que dobra na população com mais de 20 anos
Política

Bolsonaro diz que governo federal não comprará vacina CoronaVac

A CoronaVac prevê a administração de duas doses por pessoa
Bolsonaro diz que governo federal não comprará vacina CoronaVac
Saúde

Brasil anuncia que vai comprar 46 milhões de doses da CoronaVac

Ministro da Saúde assina protocolo de intenções para adquirir a vacina
Brasil anuncia que vai comprar 46 milhões de doses da CoronaVac
Ver mais de Brasil