Covid - 19
presidente

Maranhão pediu dinheiro para tentar se eleger líder do PP

12 Jul 2016 - 11h22
O doleiro Alberto Youssef afirmou em depoimento prestado à Polícia Federal que o presidente interino da Câmara, deputado Waldir Maranhão (PP-MA), o procurou em 2011 e pediu dinheiro para se eleger líder do PP na Câmara. Segundo Youssef, o dinheiro seria para a compra de votos de outros parlamentares do partido. Também em depoimento à PF, Maranhão negou ter pedido ou recebido dinheiro.

A afirmação está em um depoimento prestado em junho do ano passado à PF, e que perdeu o sigilo nesta segunda-feira (11).

Após a suspeita de que Maranhão recebeu propina do esquema investigado pela Operação Lava Jato, ele também teve de prestar depoimento à PF, no qual negou ter pedido ou recebido dinheiro de Youssef.

Aos delegados, Youssef explicou que a campanha para líder do PP custava entre R$ 4 milhões e R$ 5 milhões e que o voto dos deputados do PP custava entre R$ 50 mil e R$ 500 mil, dependendo da importância do parlamentar.

Youssef diz no depoimento, sem dar maiores detalhes, que negou o pedido feito por Maranhão, mas que deu R$ 10 mil ao deputado na mesma reunião, também a pedido do parlamentar.

Além disso, o doleiro disse que viu Maranhão várias vezes no apartamento funcional do ex-deputado João Pizzolatti em "reuniões de entrega e distribuição de propina" para o PP.

O advogado de Pizzolatti negou a entrega de recursos no apartamento funcional do ex-deputado.

 

 

Fonte: G1 Brasília

Matérias Relacionadas

Geral

Guedes diz que Brasil precisa de apoio para preservação ambiental

Ministro destaca compromisso com soberania da Amazônia
Guedes diz que Brasil precisa de apoio para preservação ambiental
Economia

Setor de segurança tem alta de 40% na busca por tecnologia inteligente

Busca por portaria remota cresceu 20%, revela pesquisa
Setor de segurança tem alta de 40% na busca por tecnologia inteligente
Política

Fiocruz e dois hospitais devem criar protocolos para eleições, diz TSE

A medida se deve a pandemia do novo coronavírus
Fiocruz e dois hospitais devem criar protocolos para eleições, diz TSE
Economia

Mercado financeiro projeta queda de 6,1% na economia neste ano

A informação foi divulgada hoje pelo Banco Central
Mercado financeiro projeta queda de 6,1% na economia neste ano
Ver mais de Brasil