Corrupção

Maracanã seria uma das fontes de corrupção de Sérgio Cabral

17 Nov 2016 - 13h00
A dupla investigação da Polícia Federal, envolvendo delações feitas em Curitiba e no Rio de Janeiro, sobre diferentes subornos para o ex-governador Sérgio Cabral, aponta que o mais famoso estádio de futebol do Brasil foi fonte de corrupção.

A Operação Calicute elenca propinas para a reforma do Maracanã, com vistas à Copa de 2014, como um dos motivos para a prisão de Sérgio Cabral. Outras obras são o denominado PAC Favelas e o Arco Metropolitano, financiadas ou custeadas com recursos federais. Em todas elas há participação das empreiteiras Andrade Gutierrez e Carioca Engenharia, cujos dirigentes se transformaram em delatores na Justiça Federal.

O cálculo do Ministério Público Federal é que essas três obras – e também desvios ocorridos na usina nuclear Angra 3 – somam irregularidades que alcançam R$ 224 milhões. As informações são do Jornal Zero Hora.

Matérias Relacionadas

Segurança

Homem descobre pênis decepado dentro de pote no jardim da casa da mãe

O filho é jardineiro e cuidava das plantas do jardim da mãe quando se deparou com o conteúdo inusitado no recipiente de vidro
Homem descobre pênis decepado dentro de pote no jardim da casa da mãe
Esportes

Com dois de Pedro, Flamengo derrota Grêmio e avança na Copa do Brasil

Nas semifinais o Rubro-Negro enfrenta o Athletico-PR
Com dois de Pedro, Flamengo derrota Grêmio e avança na Copa do Brasil
Esportes

Copa do Brasil: Flamengo e Grêmio duelam em busca de vaga na semifinal

Após goleada na ida, Rubro-Negro tem boa vantagem para o confronto
Copa do Brasil: Flamengo e Grêmio duelam em busca de vaga na semifinal
Política

Fusão entre DEM e PSL deve criar super partido de direita no Brasil

Se confirmada a fusão entre DEM e PSL, a sigla deverá ter candidato à Presidência da República em 2022. O ex-ministro Luiz Henrique Mandetta é uma opção
Fusão entre DEM e PSL deve criar super partido de direita no Brasil
Ver mais de Brasil